facebook
Loading
CONFERÊNCIAS · às Segundas · 29 de Janeiro · 5, 12 e 26 de Fevereiro · 5 de Março de 2007
18h30 · Sala 2 · Duração 2h00

As Religiões
dos Filhos de Abraão


Documentação
29 de Janeiro de 2007 (pdf)
5 de Fevereiro de 2007 (pdf)
12 de Fevereiro de 2007 (pdf)
26 de Fevereiro de 2007 (pdf)
5 de Março de 2007 (pdf) Classificação: M/12

Que sabemos nós, crentes ou não, da religião dos outros? Porque há milhões de pessoas, sensíveis, inteligentes, boas, que regem as suas vidas pela fé num Deus único, e que através dessa fé acreditam que a sua vida e o mundo têm um sentido, uma coerência, que de outra forma não teriam? Que razões têm essas pessoas?
E não é verdade que, por desconhecermos a fé do outro, naquilo que ela tem de explicável, nos parece que a vida dele assenta em práticas e crenças injustificáveis no mundo actual? Como se a fé dos outros fosse qualquer coisa de primitivo, ou mesmo perigoso.
Desconhecer aquilo que é um elemento fundamental da vida das pessoas, é não as compreender, é permitir que se instale em nós o preconceito e a intolerância.
Em paralelo ao ciclo de música que chamámos “Os Filhos de Abraão”, pedimos a cinco crentes de cinco religiões monoteístas que se reconhecem na filiação do Patriarca, que viessem explicar a sua fé. Que viessem dizer, por palavras que todos entendam, em que acreditam, porque acreditam e como acreditam. Talvez, sabendo, nós possamos compreender melhor. Porque pelo menos uma certeza se impõe: desde os tempos mais longínquos e nas civilizações mais diversas, que o homem, que muitos homens, estabelecem uma relação com uma transcendência.

29 de Janeiro
Judeus e Judaísmo por Samuel Levy
Samuel Levy, economista e gestor, foi dirigente de várias instituições da Comunidade Israelita de Lisboa, tendo sido Presidente da Direcção desta instituição.

5 de Fevereiro
Reforma Protestante: uma história do passado ou uma opção actual? por Silas Oliveira
Silas Oliveira é filho de um pastor da Igreja Baptista. Licenciado em Filologia Românica, jornalista de profissão, participou muitas vezes, como membro da delegação protestante portuguesa, em encontros ecuménicos internacionais. Vive a sua fé na Igreja Presbiteriana de Lisboa.

12 de Fevereiro
Testemunhar Deus com os Seis Sentidos: Islão e muçulmanos para além dos textos e dos exotismos por AbdoolKarim Vakil
AbdoolKarim Vakil é professor de História Portuguesa Contemporânea no departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros do King’s College de Londres. Coordenador dos Simpósios do Instituto Muçulmano de Londres, modera um cibergrupo de debate de académicos e activistas muçulmanos em Inglaterra e colabora no jornal Muslim News.

26 de Fevereiro
Caminhos da Ortodoxia por Ivan Moody
Ivan Moody estudou Música e Teologia nas Universidades de Londres, Joensen e York. Ocupa um lugar de destaque no estudo da música do mundo ortodoxo, sendo actualmente Presidente da Sociedade Internacional de Música Ortodoxa.

5 de Março
O catolicismo como radical elogio da Beleza por José Tolentino de Mendonça
José Tolentino de Mendonça, presbítero da Igreja Católica, poeta e tradutor, doutorou-se em Teologia Bíblica. Professor na Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, Director da Revista Didascália é membro do Centro de Investigação Religiões e Culturas.

 

Why do millions of people govern their lives according to faith in a single god and believe that their faith creates a meaning for life and the world?
When we do not know about other faiths, we may see their lives as based on practices and beliefs that cannot now be justified, as primitive or even dangerous. Ignorance leaves room for prejudice and intolerance.
We asked five believers in monotheist religions to come and explain their faith, to say what they believe in, why they believe and how. If we know, perhaps we can understand better. One thing is sure: man has always and in every civilisation, created a relationship with the transcendent.

 

© 2010 Culturgest