facebook
Loading
jazz · Sábado 29 de setembro de 2007
21h30 · Grande Auditório· Duração 1h30

Bernardo Sassetti Trio
10 Anos


Folha de Sala (pdf)

Classificação: M/6

O Bernardo Sassetti Trio é, salvo erro, a formação mais estável do jazz português em actividade. Neste concerto, comemora o seu décimo aniversário.
Bernardo Sassetti, Carlos Barretto e Alexandre Frazão têm cada um deles múltiplos projectos separados e são certamente dos mais talentosos músicos de jazz do nosso país. Começaram a tocar juntos em agrupamentos diversos com outros músicos, muito antes de formarem o trio. Aprenderam a três o que Sassetti descreve como “uma consciência colectiva do tempo e do espaço”. O que mostram saber quanto ao lugar que ocupam na cena do jazz, foi construído de raiz ao longo dos anos e não adaptado de outras experiências.
Diz-se, por vezes, que a improvisação é telepática – os músicos interagem uns com os outros como se entre as suas mentes houvesse uma comunicação invisível, o que causa sempre alguma estranheza a quem não é músico ou, mesmo quando se é músico, se não tem o hábito da improvisação em conjunto. A verdade é que neste trio o entendimento é tão forte que cada um consegue prever os caminhos que os outros vão seguir e assim preparar-se para a justa resposta imediata.
Sassetti já teve a ocasião de manifestar a sua admiração pela irrequietude e pela espontaneidade de Carlos Barretto, “sempre à procura do possível e também do improvável” e pela incapacidade de ser vulgar ou banal de Alexandre Frazão. O profundo conhecimento que cada um tem dos outros dois parceiros, do modo como funcionam, e da sua qualidade musical, da sua personalidade, não poderia resultar num jazz estéril e inerte, sem direito à surpresa. Aliás, já não se trata apenas de uma questão de “mecânicas” – Barretto, por exemplo, está sempre à procura que a música atinja proporções “astrológicas”. E não é que conseguem mesmo?
rui eduardo paes

 

Piano Bernardo Sassetti
Bateria Alexandre Frazão
Contrabaixo Carlos Barretto

 

Probably today’s most stable Portuguese jazz combo, having been together 10 years. Bernardo Sassetti, Carlos Barretto and Alexandre Frazão all have individual projects too, and are amongst Portugal’s most talented jazz musicians. They have created a “collective awareness of time and space” according to Sassetti, which can be seen in the space they occupy on the jazz scene.
Some say improvisation is telepathic, while others find that hard to believe. This trio has such understanding that each can predict where the others will go and can prepare the right response. Sassetti sees Barretto as “always seeking the improbable”, and Frazão as incapable of blandness. The result is anything but sterile.

abs
© 2010 Culturgest