facebook
Loading
Música · Sábado 19 de Maio de 2007
21h30 · Grande Auditório· Duração 1h00

Coro Sirin
Dirigido por Andrey Kotov
espectáculo integrado no ciclo ‘Os Filhos de Abraão’


Folha de Sala (pdf)

Classificação: M/12

O Ensemble Sirin, também designado Coro Sirin, foi formado em 1989 por um grupo de músicos profissionais que tomaram esse nome da designação de um pássaro do Paraíso presente nas lendas cristãs russas. Antes de formar o coro, Andrey Kotov estudou durante vários anos o folclore sagrado russo, visitando os mais remotos lugares do país onde as antigas tradições ainda são preservadas.
Todos os membros do Ensemble são oriundos do Conservatório Tchaikovsky ou do Instituto Gnessine de Moscovo, duas das mais famosas escolas de música do mundo, e são especialistas na interpretação e descodificação das antigas canções ortodoxas, transcritas num complexo código comparável aos escritos hieroglíficos.
Os membros do Sirin colaboram com o Museu Central Andrei Roublev, especializado no estudo da antiga cultura russa. Desenvolvem ainda um importante trabalho de campo investigando e procurando reconstruir a autenticidade deste estilo de canto, em diálogo com pessoas que seguem esta tradição, designadamente crentes mais velhos.
Este autêntico ramo da música ortodoxa russa de origem folclórica, bem como os antigos cânticos da igreja, foram completamente negligenciados a partir do século XVII em favor da tradição ocidental.
O Coro Sirin é hoje o mais autêntico e original grupo vocal russo, que se distingue claramente de todos os outros grupos que interpretam peças do repertório russo dos séculos XVII ao XX.
Rapidamente o Coro encontrou público que aprecia o seu trabalho, na Rússia e no estrangeiro, ganhou vários concursos internacionais de música vocal e tem-se apresentado, designadamente, em numerosos festivais como o de Lyon (França), de Música Sacra de Marktoberdorf (Alemanha), de música antiga de Jaroslaw (Polónia), de Música Sacra de Maastricht (Holanda), Trialogos (Estónia), Isle-de-France (França), Lufthansa Baroque Festival (Grã-Bretanha), Festival Internacional de Coros de Cork (Irlanda), de Música Sacra de Friburgo (Suíça), Festival de Músicas Sagradas de Fez (Marrocos), Europalia (Bélgica) e muitos outros.
O compositor Vladimir Martynov musicou, especialmente para o Coro Sirin, as Lamentações de Jeremias do Antigo Testamento. Uma versão teatral, em que todos os papéis foram desempenhados pelos membros do Sirin, teve mais de 150 representações na Rússia, em França (Festival de Avignon), Itália, Alemanha, Estónia e Suécia, tendo sido considerado no seu país a melhor produção teatral do ano e recebido a “Máscara de Ouro”, a mais alta distinção da Rússia para o teatro.
O Sirin tem gravado para as editoras Opus 111 e Harmonia Mundi e os seus discos têm sido amplamente elogiados pela crítica internacional.
No concerto desta noite vêm interpretar a música sagrada de origem popular em que se especializaram, mas aqui e ali o programa também inclui cânticos da liturgia da Igreja Ortodoxa retirados de manuscritos do século XVII.

 

 

The Sirin Ensemble, or Sirin Choir, was founded in 1989. All of its members come from the Tchaikovsky Conservatory or the Gneissin Institute, and perform song from the Russian Orthodox tradition. This type of song has been neglected since the 17th century, in favour of Western traditions. Sirin is Russia’s only vocal group to perform such a repertoire, and has performed all over Europe, winning many international prizes.
Vladimir Martynov wrote a theatrical version of Jeremiah’s Lamentations, with all of the parts being played by choir members. It won the Golden Mask, Russia’s highest theatrical accolade.
Most of tonight’s performance will be from Sirin’s more usual repertoire.

© 2010 Culturgest