facebook
Loading
arquivo > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
Jazz · Sexta 28 de Novembro de 2008
21h30 · Pequeno Auditório· Duração 1h30

4 Corners
Ciclo ISTO É JAZZ? Comissário Pedro Costa.


© Rui Centeno

Folha de Sala (pdf)

Classificação: M/12

Os 4 Corners são um projecto especial criado para a editora Clean Feed em 2006 e cujo álbum de estreia, o homónimo 4 Corners, recebeu os mais rasgados elogios um pouco por todo o mundo.
Ken Vandermark e Adam Lane têm pelo menos um ponto em comum: são ambos grandes ouvintes das músicas dos outros, inclusive aquelas que parecem não ter qualquer familiaridade com a música que tocam, mas que acabam por moldar a forma como compõem. Stockhausen, Black Sabbath, Funkadelic, The Ex, Lee "Scratch" Perry e Morton Feldman são referências tão importantes para o que fazem quanto Duke Ellington, John Coltrane, Sun Ra ou Charles Mingus.
Todos os temas do disco de estreia são da autoria de Lane e Vandermark, líderes deste grupo que conta ainda com duas das mais proeminentes figuras do novo jazz europeu, Magnus Broo e Paal Nilssen-Love.
A música deste quarteto mistura, de forma equilibrada, liberdade e estrutura, fogo e paixão. Bebe no free jazz e no hard bop mas também busca inspiração na chamada "música improvisada europeia".
Quando se fala da nova "cena de Chicago" tem que se falar do nome do seu principal instigador, Ken Vandermark que é simultaneamente responsável pela bem construída ponte entre Chicago e as capitais nórdicas Oslo e Estocolmo (Free Fall, School Days, The Engines, Ingebrigt Haker Flaten Quintet, etc.). Líder de alguns dos grupos com maior actividade na cidade do vento, Vandermark é reconhecidamente um dos grandes criadores do jazz actual.
Depois de ter estudado com Anthony Braxton e Wadada Leo Smith, Adam Lane é hoje um valor em rápida ascensão na cena nova iorquina. Entre liderar o seu quarteto com Barry Altschull, John Tchicai e Paul Smoker, e o trio com Vinny Golia e Vijay Anderson, Lane encontrou espaço para conduzir a sua Full Throttle Orchestra, dando largas às suas elogiadas capacidades de composição.
Magnus Broo e Paal Nilssen-Love são dois europeus em grande destaque no jazz nórdico. O trompetista sueco Magnus Broo tem inserido a alma do hard bop na contemporaneidade do jazz, enquanto o norueguês Paal Nilssen-Love tem conquistado com unanimidade a crítica, seja em contexto punk-jazz com os The Thing de Mats Gustafsson, ou no hendrixiano, abstracto e experimental, Scorch Trio ou como sideman de Ken Vandermark em combos mais próximos da natureza histórica do jazz.

 

Clarinete, clarinete baixo, saxofone barítono Ken Vandermark
Trompete Magnus Broo
Contrabaixo Adam Lane
Bateria Paal Nilssen-Love

 

4 Corners are a special project created in 2006. Their eponymous first CD was widely praised throughout the world. Vandermark and Lane are influenced by music even when it seems divorced from the style they play: Stockhausen, Black Sabbath, Funkadelic, The Ex, Lee "Scratch" Perry and Morton Feldman are as important as Duke Ellington, Coltrane, Sun Ra and Mingus. They wrote all of the tracks on the CD.
Vandermark has led some of Chicago’s hardest-working groups, and is one of jazz’s top creators. Lane is a rising star of the New York scene. Trumpeter Broo and Norway’s Nilssen-Love are stars of the Northern European jazz scene.

© 2010 Culturgest