facebook
Loading
Dança · Sexta 18 e Sábado 19 de Abril de 2008
21h30 · Palco do Grande Auditório· Duração aprox. 50 min.

Ladrões de Almas
De Joana Providência. A partir de Lugar Lugares, de Herberto Helder.


© Inimaginável

Folha de Sala (pdf)

Classificação: M/12

arvores

árvores
Projecto apresentado em simultâneo na entrada da Culturgest

Ladrões de Almas é um espectáculo de dança que parte por um lado de um conto de Herberto Helder, e por outro de uma série de testemunhos de pessoas que passaram pela experiência de serem salvas, ou que salvaram alguém, ou ainda que gostariam de ter salvo mas por alguma razão não foi possível. A ideia de salvação aplica-se a pessoas, plantas ou animais.
Com um elenco de actores e bailarinos o espectáculo terá uma forte componente física e teatral articulando-se com as áreas de vídeo, som e luz.
Joana Providência

“Era uma vez um lugar com um pequeno inferno e um pequeno paraíso, e as pessoas andavam de um lado para o outro, e encontravam-nos, a eles, ao inferno e ao paraíso, e tomavam-nos como seus, e eles eram seus de verdade. As pessoas eram pequenas, mas faziam muito ruído. E diziam: é o meu inferno, é o meu paraíso. […] Às vezes acordavam a meio da noite e agarravam-se freneticamente. Tenho medo, diziam. E depois amavam-‑se depressa e lavavam-se, e diziam: boa noite, boa noite. Isto era uma parte da vida delas, e era uma das regiões (comovedoras) da sua humanidade, e o que é humano é terrível e possui uma espécie de palpitante e ambígua beleza.”
Lugar lugares, Os Passos Em Volta
Herberto Helder

 

Direcção Joana Providência
Intérpretes e co-criadores Ainhoa Vidal, António Júlio, Andreas Dyrdal,
Tânia Matos e Andrea Moisés

Pesquisa, realização e edição vídeo Eva Ângelo
Espaço cénico e adereços Susete Rebelo
Figurinos Catarina Barros
Iluminação José Carlos Gomes
Sonoplastia Luís Aly
Fotografia Ana Pereira
Tai-Shi Diogo Sant’Ana
Assistência figurinos Lola Sousa
Execução guarda-‑roupa Esmeralda Almeida
Assistência, montagem e operação de luz Nelson Lima
Design gráfico Bernardo Providência
Produção Pedro Aparício e Glória Cheio
Uma co-produção ACE / Teatro do Bolhão, Culturgest

 

A dance show based on a short story by Herberto Helder and accounts by people who have been saved, have saved someone, or would like to have saved someone but could not. The cast of actors and dancers gives the show a physical and theatrical component, combined with video, sound and light.

apoio
© 2010 Culturgest