facebook
Loading
Exposição · DE 20 DE Setembro A 13 DE Dezembro de 2008
Culturgest Porto · Entrada gratuita

Guillaume Leblon
National Monument

expo

National Monument, 2006 (pormenor) · Fotografia: André Morin

Visita guiada por Miguel Wandschneider
Sábado, 8 de Novembro, 16h30
CANCELADA; PELO FACTO PEDIMOS AS NOSSAS DESCULPAS.

Visitas guiadas a grupos escolares e/ou organizados
(a partir de 10 pessoas)
De segunda a sexta-feira

Duração: 1h00
Acesso gratuito mediante marcação prévia de 8 dias
Público-alvo: Todos os níveis de ensino (do pré-escolar ao superior)
Orientação: Carla Filipe, Cristina Regadas, Isabel Ribeiro

Inscrições e Informações:
Tel. 22 2098116 · Fax. 22 2098121
susana.sameiro@cgd.pt

 

Na sequência da exposição Aumento & Dispersão de Guillaume Leblon (Lille, 1971), a Culturgest apresenta, do mesmo artista, a escultura National Monument, de 2006. A exposição anterior – reunindo uma constelação de obras formalmente muito diversas, realizadas desde 2001 – permitia desvendar as principais questões e preocupações subjacentes ao trabalho de Leblon, assim como aceder ao vocabulário de ideias, formas e materiais que ele tem vindo a construir metodicamente ao longo dos anos. Dessa exposição permanecem agora as estruturas provisórias que redesenhavam por completo o espaço expositivo, influindo decisivamente sobre a inscrição das obras e sobre os percursos e a experiência de percepção do espectador. A essas memórias da exposição anterior vem juntar-se uma obra que reitera uma das formas emblemáticas da escultura minimalista (o cubo) para interpelar criticamente a função da escultura, em particular, a sua relação com a questão da representação. Condensando em si uma reflexão sobre a (im)possibilidade da escultura como monumento nos dias actuais, National Monument encontra no edifício da Culturgest no Porto um contexto propício para afirmar o seu potencial crítico. A escultura confronta-se, na sua mudez e solidão, com uma arquitectura que constitui, ela própria, uma representação exuberante e anacrónica do poder e estatuto económico do banco a que se destinou na sua origem.

Curadoria:
Miguel Wandschneider

Following on from the Increase & Dispersion exhibition of Guillaume Leblon (Lille, 1971), Culturgest presents the sculpture entitled National Monument (2006) by the same artist. The previous exhibition, which brought together a group of works produced since 2001, made it possible to reveal the main issues and concerns underlying Leblon’s work, unfolding at the same time the lexicon of ideas, forms and materials that he has been methodically constructing over the years. Remaining from this exhibition are the temporary structures that completely restructured the exhibition space, decisively influencing the positioning of the works, as well as the visitor's possible paths through the space and his perceptive experience of the works. To these memories of the previous exhibition, a single work is now added, reiterating one of the emblematic forms of minimalist sculpture (the cube) in order to critically call into question the function of sculpture and, in particular, its relationship with the question of representation. Condensing within itself a reflection on the (im)possibility of sculpture as a monument today, National Monument has found in the Culturgest building in Porto a favorable context to establish its critical potential. In its silence and solitude, the sculpture is confronted with an architecture that is itself an exuberant and anachronistic representation of the financial status and power of the bank for which it was originally designed.

© 2011 Culturgest