facebook
Loading
Jazz · Sexta 28 de Março de 2008
21h30 · Grande Auditório· Duração 1h15

Orquestra Jazz de Matosinhos convida Chris Cheek
Música de Carlos e Pedro Guedes


© Mário Santos
Classificação: M/12

Com a recente deslocação a Nova Iorque para concertos no mítico Carnegie Hall e na Jazz Gallery, a Orquestra Jazz de Matosinhos (OJM) viu reconhecida internacionalmente a consistência do trabalho que vem fazendo desde a sua fundação, em 1999.

“A Orquestra Jazz de Matosinhos tem vindo a afirmar-se, paulatinamente, como uma das mais originais e peculiares experiências no actual panorama das big bands europeias.”
Manuel Jorge Veloso

OJM invites Chris Cheek, nome do primeiro trabalho discográfico da banda dirigida por Carlos Azevedo e Pedro Guedes, está na base de um concerto que inclui temas inéditos dos seus dois mentores, e que conta, como diz o crítico Manuel Jorge Veloso, com “um solista à altura da exigência”: o saxofonista norte-americano Chris Cheek.

“Toda a música escrita para Invites Chris Cheek apresenta uma elevada consistência interna, soando cada um dos arranjos como uma entidade orgânica, com vida própria, que o solista convidado (Chris Cheek) tratou de nutrir da melhor forma.”
Paulo Barbosa
Público, Jun 2007

A OJM tem vindo a desenvolver um trabalho pioneiro no âmbito das big band portuguesas. Uma das suas singularidades está na aposta num repertório próprio, construído pelo contributo dos seus dois directores – Carlos Azevedo e Pedro Guedes –, acrescido de reportório encomendado a compositores portugueses exteriores ao grupo. A OJM tem-se igualmente distinguido por desenvolver projectos para os quais convida grandes directores de big band, como foi o caso de Carla Bley, e instrumentistas de renome, como são Ingrid Jensen, Steve Swallow, Gary Valente, Lee Konitz, Mark Turner ou John Hollenbeck.

A maioridade do Jazz português é atestada por este CD da Orquestra Jazz de Matosinhos. Desde 1999, a banda tem evoluído de tal forma que hoje em dia ombreia com as grandes agremiações orquestrais europeias.
Raul Vaz Bernardo
Expresso

 

 

OJM recently played at New York’s mythical Carnegie Hall and the Jazz Gallery, and thus gained international recognition for its consistent work since 1999. OJM invites Chris Cheek, the first CD by Carlos Azevedo and Pedro Guedes’ band, is the starting point for a concert that includes new pieces, and features American saxophonist Chris Cheek.
OJM has been a pioneering Portuguese big band. It plays its own compositions, plus works commissioned from other Portuguese composers. It has also worked with big band leaders such as Carla Bley, and top musicians such as Ingrid Jensen, Steve Swallow, Gary Valente, Lee Konitz, Mark Turner and John Hollenbeck.

© 2010 Culturgest