facebook
Loading
Teatro · Sexta 16, Sábado 17 e domingo 18 de maio de 2008
Pequeno Auditório e Palco do Grande Auditório

PANOS
palcos novos
palavras novas


Justamente de Ali Smith pela E. S. Albufeira (2007)

Folha de Sala (pdf)

Classificação: M/12

ÁCIDO DESOXIRRIBONUCLEICO
de Dennis Kelly

ESCUDOS HUMANOS
de Patrícia Portela

FIM DE LINHA
de Letizia Russo

A VIDA EM VÉNUS
de Luísa Costa Gomes

Terceiro festival de encerramento dos PANOS, um projecto que alia o teatro escolar/juvenil à nova dramaturgia. Inspirando-se no Connections do National Theatre de Londres, todos os anos há peças novas encomendadas a escritores reconhecidos, com apenas duas condições: escreverem para actores entre os 12 e os 18 anos; preverem um tempo de espectáculo não superior a uma hora.
Nos anos anteriores apresentaram-se textos de Hélia Correia, Jacinto Lucas Pires, Mark Ravenhill, Alexandre Andrade, Armando Silva Carvalho e Ali Smith. Este ano traduziram-se peças de Dennis Kelly e Letizia Russo, enquanto Luísa Costa Gomes e Patrícia Portela escreveram novos textos. O ciclo começou com um workshop em Novembro, onde cada uma das peças foi trabalhada separadamente com os autores, os responsáveis dos 25 grupos participantes e, por cada texto, um encenador-orientador: Tessa Walker, Pedro Marques, Ana Tamen e Pedro Penim.
Seguiu-se o período de ensaios, tendo os espectáculos estreado até ao fim de Abril.
Fez-se então uma selecção que permite apresentar, neste festival de encerramento, dois espectáculos por cada texto. Nos dois fins-de-semana seguintes haverá festivais no Teatro Viriato de Viseu (23 a 25) e no Teatro Oficina de Guimarães (30 de Maio a 1 de Junho). As quatro peças serão ainda publicadas pela Culturgest num volume que sairá no início do festival. Em breve começará novo ciclo: pede-se aos interessados que fiquem atentos à página dos PANOS neste site.

Se és um adolescente e fizeres uma coisa mesmo, mesmo má, o que é que deves fazer? Contar aos teus pais? Contar à polícia? Contar a um professor? Não, deves fazer exactamente o que os adultos fazem; encobrir tudo e esperar que ninguém descubra. Ácido DesoxirriboNucleico de Dennis Kelly (do Connections 2007, com tradução de Jacinto Lucas Pires) é sobre um grupo de adolescentes que se une por ter feito uma coisa má. Mas à medida que as coisas evoluem, essa solidariedade recém-descoberta começa a abrir brechas.
Fim de Linha de Letizia Russo (do Connections 2004, com tradução de Pedro Marques) conta a história de dois grupos de adolescentes. O primeiro é uma comunidade que vive sob o poder ditatorial de Sirius, que todos julgam ser Deus. O segundo é constituído por dois colegas, Kent e Kris, que estão numa longa viagem para conhecer Sirius. Quando Kent e Sirius finalmente se encontram, descobrimos o passado que têm em comum e testemunhamos o desenrolar da sua batalha. Os Artistas Unidos fizeram uma leitura encenada do texto no Festival de Almada 2004 e publicaram-no na sua Revista nº11.
No futuro de A Vida em Vénus de Luísa Costa Gomes todos são riquíssimos e lindíssimos e têm tudo o que é possível comprar. Os programas da escola são programas de televisão. Os estudantes são obrigados a ver televisão e a matéria dos testes é a dos jogos de vídeo. Em casa as pessoas são servidas por robôs que fazem absolutamente tudo e elas não sabem fazer absolutamente nada por si próprias. Tudo é igual em todo o lado. As nuvens, os mares, os campos, os cães são feitos por computador. Mas numa casa, debaixo de uma cama, um rapaz tem um tesouro escondido…
Na sexta-feira um país declarou guerra a outro por razões de segurança. Durante o fim-de-semana a decisão foi comentada nos cafés, nos clubes, nas casas, entre amigos. Na segunda-feira, um grupo de activistas do país atacante decidiu ir de autocarro até ao país que em breve seria atacado. É Escudos Humanos de Patrícia Portela, uma peça de acção com muitas palavras: coros, monólogos, diálogos e debates numa espécie de ópera falada trágico-greco-cómica realçada por actores, trovadores e músicos.

SEXTA 16
18h30, Pequeno Auditório · M/12
A VIDA EM VÉNUS de Luísa Costa Gomes
Clube de Expressão Dramática da EBI Marinhas do Sal (Rio Maior)

21h30, Palco do Grande Auditório · M/16
ÁCIDO DESOXIRRIBONUCLEICO de Dennis Kelly
AN!MAL do Círculo Cultural Scalabitano (Santarém)

 

SÁBADO 17
15h30, Palco do Grande Auditório · M/12
A VIDA EM VÉNUS de Luísa Costa Gomes
ortaet_teatroaocontrario da ES Santa Maria Maior (Viana do Castelo)

18h30, Pequeno Auditório · M/12
ESCUDOS HUMANOS de Patrícia Portela
Clube de Teatro da ES Albufeira

22h00, Palco do Grande Auditório · M/16
FIM DE LINHA de Letizia Russo
Na Xina Lua – Grupo de Teatro da ES Tondela

 

DOMINGO 18
15h30, Palco do Grande Auditório · M/16
FIM DE LINHA de Letizia Russo
Grupo de Teatro Os Gambuzinos do Externato Cooperativo da Benedita

18h30, Pequeno Auditório · M/16
ÁCIDO DESOXIRRIBONUCLEICO de Dennis Kelly
Grupo de Teatro Histérico da ES Fundão

22h00, Palco do Grande Auditório · M/12
ESCUDOS HUMANOS de Patrícia Portela
Teatro Reticências da ES Leal da Câmara (Rio de Mouro)

 

 

The third PANOS closing festival links youth theatre and new writing, and is inspired by Connections, run by London’s National Theatre. Four plays, written for actors between 12 and 18 years old.
This year’s event involves 25 groups, performing plays written by Dennis Kelly, Letizia Russo, Luísa Costa Gomes and Patrícia Portela. The Culturgest website’s PANOS page will soon have information on how to enter next year.
The plays are DeoxyriboNucleic Acid, Dead End, A Vida em Vénus and Escudos Humanos.

© 2010 Culturgest