facebook
Loading
arquivo > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
Teatro · Quinta 27, Sexta 28 e Sábado 29 de Novembro de 2008
21h30 · Grande Auditório (lot. reduzida) · Duração 1h10

That Night Follows Day
Que depois do dia
vem a noite

Um espectáculo de Tim Etchells e Victoria


© Phile Deprez
Folha de Sala (pdf)

Classificação: M/12
* Espectáculo em neerlandês, com legendas em português e inglês
.

Vocês alimentam-nos. Dão-nos banho. Vestem-nos. Cantam para nós. Observam-nos quando estamos a dormir. Fazem-nos promessas de que acham que não nos vamos lembrar. Contam-nos histórias com final feliz e histórias sem final feliz e histórias com um final que nem sequer chega a ser um final. Explicam-nos o que é o amor. Explicam-nos as diferentes causas da doença e as diferentes causas da guerra. Sussurram quando acham que não devemos ouvir. Vocês explicam-nos que depois do dia vem a noite.

Em resposta ao pedido do Victoria para fazer um espectáculo com crianças, Tim Etchells (escritor e director artístico da famosa companhia britânica Forced Entertainment) criou That Night Follows Day, uma peça com dezasseis crianças com idades entre os 8 e os 14. É a primeira vez que Etchells trabalha com este tipo de elenco.
Esta é a segunda produção com crianças (embora para público adulto) do Victoria, depois de üBUNG de Josse de Pauw de 2001 (que passou pela Culturgest em 2004).
That Night Follows Day baseia-se num texto escrito pelo próprio Etchells e cataloga as várias maneiras segundo as quais o mundo das crianças é determinado pelo dos adultos. Com enorme clareza e humor, investiga os sistemas de paternidade, educação, disciplina, cuidados e bem-estar que definem os mundos das crianças e dos adolescentes.
Como é frequente no seu trabalho, Tim Etchells procura voltar o holofote para a situação em si, as expectativas e os problemas da própria apresentação do espectáculo. Em That Night Follows Day, de modo lúdico e provocante, isto gira em torno do facto de que serão adultos quem verá e ouvirá as crianças e adolescentes falar sobre a maneira como os adultos projectam neles o seu mundo.

 

Conceito, texto e encenação Tim Etchells
Assistência de encenação Pascale Petralia
Com Tessa Acar, Hannah Bailliu, Michiel Bogaert, Spencer Bogaert, Lina Boudry, Taja Boudry, Tristan Claus, Amber Coone, Tineke De Baere, Florian De Temmerman, Yen Kaci, Lana Lippens, Jérôme Marynissen, Aswin Van de Cotte, Viktor Van Wynendaele e Ineke Verhaegen
Acompanhamento das crianças Lotte De Vuyst e Hannelore Bonami
Treino vocal Françoise Vanhecke
Técnica Piet Depoortere e Niels Ieven
Produção Victoria (Gent)
Co-produção Festival d’Automne à Paris, Les Spectacles vivants - Centre Georges Pompidou, steirischer herbst Graz, Productiehuis Rotterdam
Apoio KunstenFESTIVALdes­Arts Brussel, Fierce Earth Birmingham, Emilia Romagna Teatro Fondazione, Theaterfestival Spielart München

 

You feed us. You wash us. You dress us. You sing to us. You watch us when we are sleeping. You make promises that you think we won’t remember. You tell us stories with happy endings, and stories with unhappy endings and stories with endings that are not really endings at all. You explain to us what love is. You explain to us the different causes of illness and the different causes of war. You whisper softly when you think we can’t hear. You explain to us that night follows day.

In response to the request by Victoria, Tim Etchells (director of the famous British company Forced Entertainment) creates That Night Follows Day, a piece with sixteen children. It’s the very first time Etchells works with this kind of cast.
Based on a text written by Etchells himself, it catalogues the many ways the children’s world is determined by that of adults. With great clarity and humour it examines the systems of parenthood, upbringing, discipline, care and welfare that define children’s and adolescents’ worlds.

 

© 2010 Culturgest