facebook
Loading
arquivo > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
Jazz · Domingo 18 de Janeiro de 2009
21h30 · Pequeno Auditório· Duração 1h00

Nuno Rebelo e DJ Olive
Ciclo ISTO É JAZZ?
Comissário: Pedro Costa


Nuno Rebelo © Rodrigo Amado · DJ Olive

Folha de Sala (pdf)

Classificação: M/12

Depois de feita a experiência durante três dias no Vooruit em Gent (Bélgica) e num concerto em Lisboa integrado no ciclo Palavras Desencarnadas, DJ Olive e Nuno Rebelo ficaram a pensar em novos pretextos para desenvolver o seu trabalho conjunto, em que explorassem um contexto musical de forte carácter experimental. Rebelo e Olive são sobejamente conhecidos por serem inclassificáveis e por procurarem continuamente novos pretextos para a sua arte, sejam eles electrónicos, ambientais, de cariz mais pop ou mais orgânico. Para esta ocasião especial foi-lhes feito o desafio de apresentarem uma criação inspirada em modelos jazzísticos.
DJ Olive é um músico impossível de catalogar. Cresceu em Boston, Nova Scotia, Trinidad, Rhode Island e Austrália e, nos anos 1990, foi co-fundador da organização Lalalandia Entertainment Research Corporation que organizou em Brooklyn alguns dos mais memoráveis after-hours da época. Multipolyomni e We (com DJ Spooky, Sub Dub e Byzar, Liminal) são dois dos mais notáveis projectos que criou. O álbum As is com os We (1997) foi considerado um clássico ambient/dub/hip-hop numa fusão muito experimental. Fundou duas editoras, Phonomena Audio Arts & Multiples e The Agriculture. O seu percurso musical foi feito também ao lado de músicos como Luc Ferrari, Christian Fennesz, Otomo Yoshihide, Yuka Honda, Khan & Walker, Thurston Moore, Jah Wobble, Mike Watt, mas também de músicos mais próximos do jazz como Marc Ribot, Derek Bailey, John Medeski, Dave Douglas e Uri Caine, entre outros.
Nuno Rebelo, após um início de carreira nos anos 1980 onde ganhou visibilidade como líder dos Mler Ife Dada, dedicou-se às músicas experimentais e à composição de música para dança, teatro e cinema. Foi o autor do hino da Expo’98 e é hoje reconhecido internacionalmente como um dos mais importantes guitarristas portugueses da música improvisada. Em 1993, começou a aplicar à guitarra portuguesa as técnicas até então desenvolvidas na guitarra eléctrica, tendo-a baptizado de guitarra portuguesa mutante.

 

Guitarra e objectos amplificados Nuno Rebelo
Turntables e electrónicas DJ Olive

 

After working together briefly in Belgium and Lisbon, DJ Olive and Nuno Rebelo hoped to revive their experimental-music collaboration. Here, they have been set the challenge of producing a jazz-based creation.
DJ Olive is impossible to categorize as a musician. He grew up in many parts of the world, and was joint founder of the Lalalandia Entertainment Research Corporation. His As Is album (1997) is seen as a classic.
After leading Mler Ife Dada in the 1980s, Nuno Rebelo switched to experimental music, and dance, theatre and film music. He wrote the anthem for Expo’98. He is one of Portugal’s top guitarists, and applies techniques developed on electric guitar to the Portuguese guitar.

© 2010 Culturgest