facebook
Loading
arquivo > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
Música/cinema/dança · De Segunda 2 a Sábado 7 de Fevereiro de 2009
Pequeno e Grande Auditórios

Hootenanny
Comissário: Ruben de Carvalho


Classificação: M/12

O termo hootenanny está, como tantas outras coisas da música popular norte-americana, indissoluvelmente ligado à figura de Pete Seeger. Segundo o autor de If I Had a Hammer, a primeira vez que ouviu este termo foi no final da década de 1930, em Seattle, onde fora adoptado por um clube popular ligado ao New Deal rooseveltiano para designar as suas iniciativas mensais de recolha de fundos.
Seeger, Woody Guthrie e os seus companheiros dos Almanac Singers viriam igualmente a adoptar a designação para dar nome aos espectáculos que semanalmente passaram a realizar no quadro da cooperativa de artistas e cantores Peoples Song, Inc., fundada em 1948 com a finalidade de apoiar sindicatos, organizações sociais e de esquerda.
A génese do termo é polémica, o próprio Pete Seeger admite que possa ter uma sinuosa origem em colonos franceses dos EUA, mas acabaria por se fixar correntemente como referência a festa musical popular mais ou menos informal. Com este sentido viria a ser adoptada pelos Almanac, a designar programas de rádio e televisão surgidos nos anos 60 e a generalizar-se como sinónimo de espectáculo de música folk e old time. Frequentemente se cita a analogia feita por Joan Baez segundo a qual hootenanny está para a folk como jam session para o jazz.
O Hootenanny que a Culturgest passará a organizar anualmente pretende apresentar um conjunto de espectáculos de vários géneros, tendo como tema central a música folk norte-americana e a designada old time music, num espectro musical que irá dos blues tradicionais, passando pelo bluegrass, cowboy songs, topical songs, primeiro e segundo folk revivals, até às expressões da country music onde prevalece o elemento popular e a influência tradicional sobre a bem menos interessante presença pop e mainstream.
A primeira edição do Hootenanny compreende os eventos constantes das páginas seguintes e um workshop por Richard Greene sobre fiddle, o tradicional violino popular, dirigido a alunos do Conservatório Metropolitano de Música de Lisboa e da Escola Profissional Metropolitana, ambos da AMEC – Associação Música, Educação e Cultura.

 

Programa

Segunda 2
Cinema: American Patchwork – Appalachian Journey

Terça 3
Música: Mike Seeger

Quarta 4
Cinema: Dreadful Memories - The Life of Sarah Ogan Gunning

Quinta 5
Música/Dança: Appalachian Roots

Sexta 6
Cinema: Flatpicking e fingerpicking A guitarra de Doc Watson: uma antologia

Sábado 7
Música: Tony Trischka - Double Banjo Bluegrass Spectacular

The word hootenanny is closely linked to Pete Seeger. He first heard it in the 1930s in Seattle to describe fund-raising activities. Seeger, Woody Guthrie and the Almanac Singers used the name for their weekly shows for the Peoples Song, Inc. artists’ cooperative founded in 1948 to support unions, left-wing and social organizations. It now means a more or less informal music festival – folk’s equivalent of a jam session.
Culturgest’s annual hootenanny will involve shows and other activities based on American folk and ‘old-time’ music, including blues, bluegrass, cowboy songs and country music. The first one includes the events on the following pages, plus a fiddle workshop by Richard Greene.

apoio
© 2010 Culturgest