programa
arquivo > 2009 > 2008 > 2007
Música · Quinta 19 de Fevereiro de 2009
21h30 · Grande Auditório· Duração 1h30

Zoetrope
Rui Horta / Micro Audio Waves


© Pedro Santos
Classificação: M/12

Rui Horta e os Micro Audio Waves lançam-se na aventura de criar um espectáculo em conjunto, sob a forma de um concerto encenado, um híbrido entre música, movimento e multimédia. Um encontro que se adivinha orgânico quando nos apercebemos do universo musical destes criadores, bem como dos interesses perfomáticos que partilham.
A música pop-electrónica dos Micro Audio Waves nunca se afastou da experimentação, oscilando entre um som contagiante e íntimo. O resultado do encontro com Rui Horta levará seguramente mais longe as premissas de procura e de intervenção, assumindo sem complexos a comunicação subjacente à própria ideia de concerto ao vivo. Se o universo de Rui Horta é o do movimento e de um espaço cénico ousado e imprevisível, nada mais lógico do que aceitar a provocação do encontro e a curiosidade da descoberta.
Um ano para criar um ‘todo-o-terreno’ performático, um ano para criar músicas, poesias, imagens e uma lógica não convencional de negociar com o público e investir na sala de espectáculos.
Rui Horta começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Depois de trabalhar vários anos em Nova Iorque, regressou a Portugal, onde dirigiu a Companhia de Dança de Lisboa com a qual se apresentou em digressão pela Europa. Fundou a S.O.A.P., no Künstlerhaus Mousonturm, em Frankfurt, criando programas que circularam em digressão por todo o mundo. Diversas vezes premiado, professor e formador nas melhores escolas estrangeiras, foi coreógrafo residente em Munique. Algumas das suas coreografias fazem parte do repertório de várias companhias de renome. Regressou a Portugal em 2000 para fundar em Montemor-o-Novo O Espaço do Tempo um centro multidisciplinar de pesquisa e criação. Paralelamente, mantém uma actividade criativa.
Os Micro Audio Waves são uma das bandas portuguesas mais importantes do momento e comungam de uma tendência global que não gosta de limitar a sua criatividade com rótulos, preferindo investigar a possibilidade de os baralhar. Gravaram três álbuns, Micro Audio Waves, No Waves e Odd Size Baggage . Foi o segundo álbum que lançou internacionalmente a banda, recebendo excelentes críticas. Fizeram digressões por vários importantes festivais europeus e foram nomeados duas vezes para os Qwartz Awards, recebendo os prémios de melhor álbum, melhor vídeo clip e melhor música.

 

 

Concepção cénica, direcção artística, desenho de luz e multimédia Rui Horta
Música original Micro Audio Waves
Vídeo Edgar Alberto
Criação e operação de multimédia Rui Madeira e Guilherme Martins
Intérpretes Micro Audio Waves:
Voz, efeitos Cláudia Efe
Programações, teclados C.Morg.
Guitarra, teclados, programações Flak
Baixo, programações Francisco Rebelo
Direcção técnica e operação de luz Luís Bombico
Operação de som Filipe Lourenço
Roadie Hugo Santos
Co-produtores Culturgest – Lisboa, Espaço do Tempo – Montemor-o-Novo, Laboral Escena – Gijon, Teatro Nacional São João – Porto, Teatro Virgínia – Torres Novas
Produção Lado B

 

Rui Horta and Micro Audio Waves have put together a hybrid concert of music, movement and multimedia. Micro Audio Waves’ electronic pop has always included experimentation. Teaming up with Horta from the world of theatre, movement and stage is bound to take things even further.
Horta began dancing with the Gulbenkian Ballet. After working in New York he returned to Portugal to run the Companhia de Dança de Lisboa. He also founded S.O.A.P. in Frankfurt, and its shows toured the world.
Micro Audio Waves are one Portugal’s top bands and are hard to label. They have recorded three CDs, the second giving them their international break. They have twice been nominated for Qwartz Awards.