facebook
Loading
arquivo > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
Nasreen Mohamedi: Notas
Reflexões sobre o Modernismo Indiano
Nasreen Mohamedi: Notes
Reflections on Indian Modernism
Curadores: Suman Gopinath, Grant Watson
EXPOSIÇÃO
DE 29 DE MAIO
A 29 DE AGOSTO
Galeria 2
2 Euros · Bilhete único para as exposições
Visitas guiadas
Domingos, 30 de Maio, 20 de Junho e 25 de Julho, 18h
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Apoio
oca
destaque
Sem título, sem data

Os desenhos, pinturas e fotografias de Nasreen Mohamedi (Karachi, 1937-Baroda, 1990), produzidos entre o princípio da década de 1960 e o final da década de 1980, constituem um corpo de trabalho fundamental dentro do cânone modernista. Esta é a primeira exposição individual de Nasreen Mohamedi na Europa e uma das suas primeiras na cena internacional. Nela se juntam pela primeira vez desenhos, pinturas e fotografias raramente vistos com material de arquivo único proveniente do seu atelier.
Mohamedi estudou em Londres e Paris durante o final dos anos de 1950 e o princípio dos anos de 1960, tendo regressado à Índia para ensinar na Faculdade de Belas-Artes em Baroda. Numa perspectiva de história de arte, a prática de Mohamedi pode ser vista em relação com uma geração precedente de artistas abstractos da Índia, como V.S. Gaitonde, e com as obras sobre papel de Agnes Martin ou, através da sua invocação da abstracção utópica, com Kazimir Malevich e os Suprematistas. Os seus desenhos a partir do final da década de 1970, ao mesmo tempo que tendem para o resolutamente abstracto, convocam referências culturais que se tornam explícitas nas suas fotografias, nas quais a arquitectura histórica sugere uma ligação estética tanto ao modernismo quanto à herança islâmica. Nos seus diários, mantidos durante um período de trinta anos, as intervenções textuais e gráficas também dão conta das estreitas ligações entre a sua vida interior e a sua prática como artista.
Iniciada pelo Office for Contemporary Art Norway em 2009, a exposição foi desde então apresentada na Lunds Konsthall na Suécia, na Milton Keynes Gallery no Reino Unido e na Kunsthalle Basel na Suíça. Em Lisboa, é organizada pelo Office for Contemporary Art Norway, agora em colaboração com a Culturgest.

Nasreen Mohamedi (Karachi, 1937–Baroda, 1990) is regarded as one of the most important Indian artists of her generation, and her paintings, drawings and photographs, produced from the early 1960s to the late 1980s, constitute a key body of work within the modernist canon. This is the first solo exhibition in Europe of Nasreen Mohamedi and one of the first international solo presentations of her work. It brings together for the first time Mohamedi’s rarely seen drawings, paintings and photographs with unique archival material from her studio. The exhibition was initiated by the Office for Contemporary Art Norway in 2009, and has since been presented at Lunds Konsthall in Sweden, Milton Keynes Gallery in the United Kingdom, and Kunsthalle Basel in Switzerland. The present exhibition is organised by the Office for Contemporary Art Norway, this time in collaboration with Culturgest.
© 2010 Culturgest