facebook
Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
délibáb
Vitor Ramil
destaque
MÚSICA
SEG 4 DE ABRIL
Grande Auditório
21h30 · Duração: 1h15
M12 · 15 Euros · Até aos 30 anos: 5 Euros
Mais info
Folha de sala (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
apoio
Voz e violão Voz e violão
Vitor Ramil, conceituado compositor, cantor e escritor brasileiro, começou a sua carreira no início dos anos 1980. Editou nove discos e três livros. Maria Rita, Milton Nascimento, Zizi Possi, Ney Matogrosso e Jorge Drexler, entre outros, deram voz a canções suas.
Regressa a Portugal para apresentar o novo espectáculo délibáb, baseado no seu último CD que reúne milongas (ritmo comum ao Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina) que compôs a partir de poemas de Jorge Luis Borges e do brasileiro João da Cunha Vargas.
“A decisão de que ‘délibáb’ seria o nome do disco só aconteceria depois que eu incorporasse uma das paixões borgeanas e partisse para o estudo etimológico. Foi quando descobri que délibáb, cujo significado é ‘miragem’, vem de déli (do sul) + báb (de bába: ilusão). Como não ficar maravilhado diante daquela ‘ilusão do sul’, ainda que fosse só uma miragem?”.
Segundo Vitor Ramil, “Os versos de Borges são pródigos em cuchillos (facas), peleias, sangue e mortes. Colocá-los lado a lado com os versos de Vargas faz com que se sobressaiam nesses a doçura, a amorosidade e a melancolia, ainda que apresentem também cenas de valentia e de violência. Isso me faz pensar na diferenciação que faz Barbosa Lessa entre espanhóis e portugueses no período de formação do Rio Grande do Sul: ‘mesmo que ainda não tenham sido fixadas as fronteiras políticas, as fronteiras culturais já estão determinando onde mora o espanhol, com seu culto às chagas de Cristo, ao martírio dos cravos e espinhos, à dor do luto e à atracção da morte, e onde mora o lusitano, com seu ingénuo lirismo, cultuando o Menino Deus ou São João com o cordeirinho nos braços.’”
délibáb foi considerado um dos 10 Melhores Shows de 2010 pelos jornais O Globo e Folha de São Paulo, e um dos Melhores Discos do Ano pela revista brasileira Veja e pelos órgãos de comunicação argentinos Diario La Nación, e Revista Ñ do Diario Clarín.
Having begun his career in the early 1980s, the highly regarded Brazilian composer, singer and writer, Vitor Ramil, returns to Portugal with his new show délibáb, drawn from his latest CD of milonga compositions based on poems by Jorge Luis Borges and João da Cunha Vargas. Full of bloody quarrels and deaths, Borges’ poems contrast with the tenderness and melancholy of Vargas’ verses, highlighting the cultural divisions in the formation of Rio Grande do Sul. délibáb (a composite word meaning “mirage”) was considered one of Brazil’s 10 Best Shows in 2010.
© 2011 Culturgest