facebook
Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
Estados de Guerra
Todos contra Todos
Ciclo de conferências comissariado por Rui Trindade
destaque
CONFERÊNCIAS
TERÇAS-FEIRAS 5, 12, 19, 26
DE ABRIL
Pequeno Auditório
18h30 · Entrada gratuita
Levantamento de senha de acesso 30 minutos antes do início da sessão, no limite dos lugares disponíveis. Máximo: 2 senhas por pessoa.
Documentação
5 de Abril (pdf)
12 de Abril (pdf)
19 de Abril (pdf)
26 de Abril (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.

No mundo de ontem, reconhecia-se na Guerra um estado de excepção. Na sua representação clássica, o conflito definia-se pela encenação de um conjunto de rituais que organizavam, no espaço e no tempo, o exercício da violência. No mundo de hoje, as convenções, que presidiam a esta modelação dos conflitos, dissolveram-se.
Hoje, a excepção diluiu-se numa permanência. E os “teatros de guerra”, abandonando as convenções e os modelos do passado, instalaram-se, de forma difusa, na sociedade global. Aos antigos protagonistas, juntaram-se agora muitos outros vindos sobretudo da economia, dos media e das tecnologias.
O objectivo deste ciclo de conferências é reflectir sobre alguns dos “teatros de guerra” que marcam a nossa contemporaneidade e tentar, de modo prospectivo, avaliar as suas possíveis evoluções.
Na primeira conferência, Fernando Ilharco, caracterizando a vivência moderna como pós-ocidental, pós-democrática e pós-literária, irá abordar estes conceitos enquanto elementos estruturantes do mundo sem centro no qual hoje vivemos.
Sendo os media o palco privilegiado de uma guerra da percepção onde todos os actores, individuais e colectivos, procuram actualmente um posicionamento estratégico, é natural que os media se afirmem como um dos principais “teatros de guerra” da modernidade. António Granado irá, na segunda conferência deste ciclo, abordar as implicações daí decorrentes.
Nas duas últimas conferências, Mário Baptista Coelho e Viriato Soromenho-Marques procurarão analisar os desafios (e os conflitos) que, num mundo que terá, em breve, nove mil milhões de habitantes, se colocarão em termos energéticos e ambientais, à espécie humana.

 

 

5 de Abril
Fernando Ilharco
Um mundo sem centro, pós-ocidental, pós-democrático e pós-literário

 

12 de Abril
António Granado

Os media em estado de guerra

 

19 de Abril
Mário Baptista Coelho
Guerras e crises globais de energia – a transição em curso para novos modelos e novos mix energéticos mais sustentáveis

 

26 de Abril
Viriato Soromenho-Marques
A crise global do ambiente e as novas fronteiras da paz e da guerra

Previously, War was seen as a state of exception, allowing for the staging of a series of violent rituals. Today, that exception is now a permanence. These lectures will look at some of our contemporary “theatres of war”. Fernando Ilharco will look at the concepts that structure our modern centreless world; António Granado will examine how the media have become the perfect stage for a war of perception; Mário Baptista Coelho and Viriato Soromenho-Marques will analyse the challenges (and conflicts) facing the human race in environmental and energy terms.
© 2011 Culturgest