facebook
Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
Adolfo Gutiérrez
e Luis Fernando Pérez
Ciclo Concertos no Palco
destaque
SÁBADO
SÁB 1 DE OUTUBRO
Palco do Grande Auditório
18h · Duração: 1h30 c/ intervalo
10€ · Até aos 30 anos: 5€
M12
Mais info
Folha de sala (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Violoncelo Adolfo Gutiérrez Piano Luis Fernando Pérez

Adolfo Gutiérrez e Luis Fernando Pérez são dois jovens e muito talentosos músicos espanhóis. Ambos estudaram em Madrid, ambos passaram pela Escola Superior de Musica Reina Sofia e completaram a sua formação com grandes pedagogos. Cada um com uma já sólida carreira internacional que os tem levado pela Europa e pelos Estados Unidos, foram distinguidos com vários prémios e são, sem dúvida, dois intérpretes que se encontram entre os melhores da sua geração.

Em 2003 gravaram, para a editora espanhola Verso, o CD com o programa idêntico ao do recital deste fim de tarde. A crítica espanhola não poupou elogios. Com justiça. Trata-se, na verdade, de um excelente disco, quer pelas obras escolhidas, quer pela qualidade da interpretação. Oito anos depois, este duo, certamente mais maduro, vem ao nosso palco reinterpretar estas belíssimas peças de Barber, Rachmaninov e Piazzolla. A que acrescentaram as “peças de fantasia” op. 73 de Schumann, assim reforçando o carácter romântico do programa.

As Fantasiestücke são três pequenas peças, originalmente escritas para clarinete e piano, que Schumann reescreveu para violoncelo e piano, e que foram estreadas pela sua mulher Clara. O título de “fantasias” aponta para uma liberdade da imaginação criativa do artista, característica do romantismo “schumanniano”.

O compositor americano Samuel Barber é sobretudo conhecido pelo célebre Adagio para cordas. A sonata para violoncelo e piano é uma obra de juventude que, seguindo de perto a forma clássica da sonata, deixa transparecer um doce neo-romantismo. A sonata de Rachmaninov, estreada quando o compositor tinha 28 anos, é uma peça virtuosa e encantadora que faz parte do repertório canónico para violoncelo e piano. Le Grand Tango de Piazzolla, é uma obra de que se conhecem numerosas versões. Mas foi escrita originalmente para estes dois instrumentos e dedicada a Rostropovitch que a solicitara ao compositor. O violoncelista só a estreou oito anos depois de ter recebido a partitura. Trata-se de um tango mas, como sucede em muitas obras de Piazzolla, nele se fundem elementos de origem vária, seja da clássica música de câmara, do jazz, ou de músicas populares.

 

 

Robert Schumann (1810-1856)
Stücke im Volkston op. 102 (Peças em estilo popular),
peça nº2, Langsam (Lento)

 

Jules Massenet (1842-1912)
Meditation de Thaïs, transcrição para violoncelo e piano

 

Samuel Barber (1910-1981)
Sonata para violoncelo e piano, op. 6
Allegro ma non troppo; Adagio. Presto. Adagio; Allegro appassionato

 

intervalo

 

Sergei Rachmaninov (1873-1943)
Sonata para violoncelo e piano em Sol menor, op. 19
Lento. Allegro moderato; Allegro Scherzando; Andante; Allegro Mosso

 

Astor Piazzolla (1921-1992)
Le Grand Tango

Adolfo Gutiérrez and Luis Fernando Pérez are two talented young Spanish musicians, both of whom trained in Madrid and have enjoyed award-winning international careers.
This evening’s programme is based on the CD they recorded in 2003, which earned them effusive reviews. Eight years later, this now more mature duo will be reinterpreting a number of beautiful pieces: Samuel Barber’s neo-romantic sonata for cello and piano, Rachmaninov’s charming and virtuoso sonata for cello and piano and Piazzolla’s Le Grand Tango, plus Schumann’s highly romantic “fantasy pieces” op. 73 for clarinet and piano.
© 2011 Culturgest