facebook
Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
histoire(s)
história(s)
de Olga de Soto
destaque
© Dolores Marat
VÍDEO PERFORMANCE DOCUMENTÁRIO
SEX 4, SÁB 5
DE NOVEMBRO
Palco do Grande Auditório
21h30 · Duração: 1h15
15€ · Até aos 30 anos: 5€
Comprar bilhete
M12
Falado em francês, com legendas em português

Folha de sala (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
A coreógrafa Olga de Soto é subsidiada pelo Ministère de la Communauté française Wallonie-Bruxelles. Encontra-se actualmente em residência artística nos Halles de Schaerbeek (Bruxelas) e em residência administrativa na La Raffinerie – Centre Chorégraphique de la Communauté française de Belgique (Bruxelas).

Este projecto foi iniciado no âmbito da programação da Culturgest, em 2003, e estreado, com o título histoire(s), em Maio de 2004, no Kunstenfestivaldesarts, em Bruxelas.

histoire(s) é um trabalho de pesquisa que tem como ponto de partida o espectáculo de Roland Petit Le Jeunne Homme et la Mort.

apoio
Conceito, direcção e coreografia Olga de Soto Criado com Vincent Druguet
IntérpretesCyril Accorsi e Olga de Soto Realização vídeo, câmara e som Olga de Soto Testemunhos de Micheline Hesse, Suzanne Batbedat, Robert Genin, Brigitte Evellin, Julien Pley, Françoise Olivaux, Olivier Merlin e Frédéric Stern Montagem vídeo Montxo de Soto e Olga de Soto Música Johann Sebastian Bach, Sarabanda da Suite inglesa nº2 BWV 807, Sarabanda da Suite inglesa nº5 BWV 810, Passacaglia em dó menor BWV 852 (transcrição para piano) interpretadas ao piano por Angela Hewitt (CDA67309 & CDA67451/2 Hyperion Records Ltd London) Cenografia Thibault Vancraenenbroeck Desenho de luz Henri-Emmanuel Doublier Direcção técnica Christophe Gualde Produção NIELS (Bruxelas) Co-produção Kunstenfestivaldesarts, Centre National de la Danse – Pantin Apoio COM4 HD – Madrid, Ministère de la Communauté française Wallonie-Bruxelas – Secteur Danse Responsável pela digressão Caravan Production, Bruxelas Agradecimentos Catherine Alvès, Odette Aslan, Dominique Baguette, Michèle Bargues, Suzanne Batbedat, Pierre Caizergues, Jean-Jacques Chabut, Sybille Cornet, Cécile Coutin et Simone Drouin (Département des Arts du Spectacle de la Bibliothèque de l’Arsenal – Paris), Eugénie De Mey, François Deppe, Ramón de Soto, Eliane Dheygere, Brigitte Evellin, Dominique Frétard, Robert Genin, Carlos González, Micheline Hesse, Colin Legras, Francis Lepigeon, Olivier Merlin, Nadine vzw – Bruxelles, Stéphane Noël, Françoise Olivaux, Jean Robin, Frédéric Stern, Superamas, Théâtre de la Balsamine, Michel Troadec, Georges Alexander Van Dam, Gaëtan van den Berg, Marie-Christine Vernay e Christophe Wavelet Agradecimentos especiais Marc Bouteiller, Nathalie Collantès, Hyperion Records Ltd, Olivier Hespel, Jorge León, Manuela Gutiérrez, Luis Sanz, Olivier Tiremarche, Grégoire Romefort e a Antón

Em Junho de 2003, a convite de António Pinto Ribeiro, no âmbito do programa Homenagem a Le Jeune Homme et la Mort, que evocava o bailado estreado em Paris em Junho de 1946 no Théatre des Champs Elysées, com libreto de Jean Cocteau, coreografia de Roland Petit e memorável interpretação do bailarino Jean Babilée, a coreógrafa Olga de Soto criou para a Culturgest História (primeira versão), apresentada num espectáculo partilhado com o compositor Luís Tinoco (Imaginary Landscape – a melodrumming after Cocteau) e com o coreógrafo Hervé Robbe (REW – vers une utopie du renoncement).

Depois destas apresentações em Lisboa, Olga de Soto continuou a desenvolver o projecto, que deu origem ao vídeo performance documentário histoire(s) estreado em 2004 no Kunstenfestivaldesarts, em Bruxelas que, desde então, tem circulado por toda a Europa com enorme sucesso, e agora apresentamos.

Trata-se do resultado de uma pesquisa sobre o que perdura de um espectáculo da dança na memória dos espectadores, com recurso aos comoventes testemunhos filmados de alguns espectadores mais de meio século após terem assistido às primeiras apresentações de Le Jeune Homme et la Mort em 1946, no imediato pós-guerra.

In June 2003, Olga de Soto was invited by António Pinto Ribeiro of Culturgest to create her Histoire (first version), which she presented in a show shared with the composer Luís Tinoco and the choreographer Hervé Robbe. After these Lisbon shows, Olga de Soto continued to develop the project, which gave rise to the performance / video histoire(s), premièred in 2004 at the Kunstenfestivaldesarts, in Brussels, and later becoming a huge success all around Europe. This is the video being shown here today, the result of her research into what remains in the memory of the spectators after a dance performance.
© 2011 Culturgest