facebook
Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
Holiday Férias
Um espectáculo de Ranters Theatre
destaque
TEATRO
QUI 17, SEX 18, SÁB 19
DE MARÇO
Palco do Grande Auditório
21h30 · Duração: 1h20
M12 · 15 Euros
Até aos 30 anos: 5 Euros
Espectáculo em inglês,
com legendas

Outras apresentações:
24 a 27 de Março no Estúdio Zero a convite do Teatro Nacional São João (Porto), inserido no programa Odisseia.
Mais info
Folha de sala (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.

apoio

 

apoio

 

apoio

Conceito e encenação Adriano Cortese Texto Raimondo Cortese
Desenho e operação de som David Franzke Desenho de luz Niklas Pajanti
Cenário (adaptado da cenografia original) Anna Tregloan
Interpretação e co-criação Paul Lum e Patrick Moffatt
Produção Alison Halit Companhia financiada por Arts Victoria e Arts House
Estreia Melbourne em Agosto de 2007

Holiday é uma suave provocação. Num momento de descontracção e reflexão tranquila, dois homens inadvertidamente aproximam-se. De forma espontânea, desafectada e espantosamente real, a discussão inocente torna-se uma exploração de fantasias privadas, ansiedades escondidas, de mitologias pessoais e dos comportamentos mais inexplicáveis.
Do bar à chaise longue, Holiday é a viagem das simples complexidades do homem, situada num cenário elegante e rarefeito e complementada por uma banda sonora de barroco contemporâneo que cita Vivaldi, Corelli e Albinoni.
Desbastando a teatralidade até à sua forma mais crua, Holiday revela significados no mais inconsciente dos gestos, lutas de poder na mais educada das interacções e esperança nos espaços em branco entre desconhecidos.

 

Ranters Theatre é uma companhia australiana fundada em Melbourne em 1994 por diplomados do Victorian College of the Arts. Dos seus espectáculos, vários deles com circulação internacional, podem destacar-se Lucrezia & Cesare (1994), The Room (1995), Features of Blown Youth (1997), Roulette (2000-2005), St. Kilda Tales (2001) e Intimacy (2010).
Roulette (Parts 1 & 2) passou pelo Porto em 2001 (PoNTI) e por Coimbra em 2003, durante a Semana Internacional de Teatro; em 2003, a Semana Internacional de Teatro apresentou St. Kilda Tales no Porto (TNSJ) e em Coimbra (TAGV).
Holiday recebeu cinco Green Room Awards em Melbourne em 2007 e o prémio de melhor intérprete masculino do Dublin Fringe Festival 2009 para os seus dois actores.

 

Não há uma história no sentido de uma narrativa que evolui, apenas uma série de momentos cristalinos que podem saltar num fôlego do aborrecido ao belo. […] As interpretações de Lum e Moffatt são requintadamente moduladas e refinadas, produzindo um naturalismo que nunca parece exagerado. [...] Esta peça delicada, subtilmente matizada e intelectualmente rigorosa tem com facilidade lugar entre as melhores da companhia.
John Bailey, The Age Magazine, 19 de Agosto de 2007

Holiday is a gentle provocation. In a moment of relaxation and quiet reflection two men unwittingly engage. Spontaneous, unaffected and thrillingly real, innocent discussion becomes an exploration of private fantasy, hidden anxiety, personal mythology, and the most inexplicable behavior. From the bar to the chaise longue, Holiday is the journey of man’s simple complexities, set within a sparingly elegant design, complemented by a contemporary baroque musical score. Stripping theatricality back to its rawest form, Holiday reveals meaning in the most unconscious gesture, power struggles in the politest of exchanges, and hope in the blank spaces between strangers.
© 2011 Culturgest