Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
MÚSICA
Hootenanny
Comissário: Ruben de Carvalho
DE SÁB 28 DE JANEIRO
A SEX 3 DE FEVEREIRO
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
A edição de 2012 do Hootenanny regressa aos blues – desta vez com uma incursão a um muito chegado parente: o boogie woogie.
O espetáculo do Grande Auditório estará a cargo de uma banda à qual – tal como ao seu leader – a crítica da especialidade dedica particular atenção: Sugar Blue.
Dois aspetos são habitualmente apontados para sublinhar a qualidade e originalidade deste músico natural de Harlem: em primeiro lugar – e além dos seus talentos de cantor e compositor – o estilo francamente inovador que introduziu na blues harp, a harmónica de blues, marcadamente diferente dos outros executantes, habitualmente mais influenciados pela tradição do Delta e dos blues rurais. Sugar Blue é um músico urbano e a energia e percetível influência do jazz no seu estilo são claras, a par com a incontornável marca de Chicago.
O segundo ângulo é a notável versatilidade de James Whiting (o seu verdadeiro nome), que lhe asseguraram durante anos uma promissora carreira de músico de estúdio procurado por bandas de todos os géneros, a começar pelos Rolling Stones, mas que significativamente trocou pelo percurso a solo.
São ainda blues puros os que se ouvirão no Pequeno Auditório, aqui com a originalidade de se tratar de uma duplamente premiada guitarrista: Debbie Davies. Sobre ela bastará talvez dizer que, sendo hoje das mais frequentes presenças femininas na guitarra de blues, Debbie integrou durante três anos os famosos Icebreakers de Albert Collins e que algumas das suas últimas digressões têm-se realizado com Coco Montoya ou Duke Robbilard.
O segundo espetáculo do Pequeno Auditório será dedicado a uma das expressões musicais afro-americanas que mais debate tem dado e de resultados mais visíveis: sem boogie woogie, o rock & roll não seria pensável...
Surgido diretamente ligado à construção das linhas ferroviárias ao longo do século XIX e às provisórias aldeias – e bares... – que essa epopeia foi criando ao longo das planícies americanas, o boogie woogie tem merecido especial atenção a músicos europeus e é um dos reconhecidos especialistas mundiais que o trará à Culturgest: Eeco Rijken Rapp.
The 2012 edition of Hootenanny marks a return to the blues, mixed with a spot of boogie woogie. The concert in the Main Auditorium will be in the hands of the band led by Harlem-born Sugar Blue, noted for his innovative way of playing the blues harp, with a definite jazz influence, and his great versatility. Playing in the Small Auditorium will be the female blues guitarist Debbie Davies, who once played with Albert Collins’ Icebreakers, followed by a second concert dedicated to boogie woogie, brought to Culturgest by one of the world’s leading specialists in this genre: Eeco Rijken Rapp.
Carbonozero
© 2012 Culturgest