Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
MÚSICA CICLO HOOTENANNY
Sugar Blue
Comissário: Ruben de Carvalho
destaque
© Ricky Abbondanza
SÁB 28 DE JANEIRO
Grande Auditório
21h30 · Duração: 1h30
18€ · Até aos 30 anos: 5€
M12
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Harmónica, voz Sugar Blue Guitarra, voz Rico McFarland
Baixo, voz Ilaria Lantieri Teclados, voz Sonny Axell
Bateria Pooky Styx
Em 1978 os Rolling Stones conquistavam pela oitava vez um primeiro lugar nos top americanos: Miss You, que deveria grande parte do seu êxito a um espetacular solo de harmónica. Que não era tocada por nenhum dos Stones, mas por um músico nascido no Harlem em 1949 e que o recentemente entrado para o grupo Ron Wood descobrira tocando... nas ruas de Paris!
A carreira de Sugar Blue (nome artístico de James Whiting) não começara aqui. Entrara já na cena de blues nova-iorquina em 1970, mas fora a conselho de Memphis Slim que, no final da década, seguira as pisadas de outros e partira à aventura até Paris.
A sua colaboração com os Stones prosseguiu até que, em 1982 regressou aos Estados Unidos, optando decididamente por uma carreira a solo. A decisão revelou-se acertada: decorridos apenas dois anos a sua faixa Another Man Done Gone, integrada no Blues Explosion gravado em Montreux, ganhava o Grammy para o Melhor Blue Tradicional.
Também cantor e compositor, o estilo único da harmónica de Sugar Blue, a invulgar energia da sua presença em palco e o talento para dialogar com a sua banda e outros intérpretes tornaram interminável a lista de celebridades com quem partilhou estúdios e palco. De B.B. King a Art Blakey ou Bob Dylan.
In 1978, the Rolling Stones’ eighth number one hit in America, Miss You, owed much of its success to a spectacular harmonica solo by the Harlem-born Sugar Blue spotted by Ron Wood playing in the streets of Paris. Already established on the New York blues scene, he had gone there at the advice of Memphis Slim. In 1982, he returned to the States and embarked on a solo career, winning a Grammy for the best traditional blues with Another Man Done Gone. His unique harmonica style and boundless energy have led to his playing with many famous musicians, from B.B. King to Art Blakey and Bob Dylan.
Carbonozero
© 2012 Culturgest