Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
CONFERÊNCIAS
Lisboa: a espessura do Tempo
por João Gomes da Silva
destaque
© Duarte Belo
SEGUNDAS-FEIRAS
4, 11, 18, 25 DE FEVEREIRO
Grande Auditório · 18h30
Entrada gratuita
Levantamento de senha de acesso 30 minutos antes do início de cada sessão, no limite dos lugares disponíveis. Máximo: 2 senhas por pessoa.
Este ciclo de conferências será transmitido em direto neste site.

Flyer (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.

A conferência Lisboa: a espessura do Tempo põe em perspetiva a ideia de que a construção da Cidade de Lisboa enquanto uma forma de Paisagem é um fenómeno que se pode compreender a partir do conhecimento da sua Natureza, da transformação dessa Natureza em Paisagem, da construção da sua Paisagem enquanto fenómeno Cultural e do potencial de desenvolvimento que contém no seu próprio Corpo e Identidade. A aproximação à complexidade desta forma de Paisagem que se constitui como Cidade é feita de forma não-linear, porque o que resulta do conhecimento a partir de diferentes perspetivas (a Natureza, a Construção, a Cultura e a sua Revelação) não pode jamais ser entendido de forma fragmentada, mas através da sua articulação. Terá a Paisagem da Cidade de Lisboa uma Genética que contem todos estes dados e a explica? Poderá ser entendida enquanto Erupção, Sedimentação e Metamorfose de factos Naturais e Culturais interrelacionados e cristalizados na forma urbana e nas suas dinâmicas? Poderá o desenvolvimento de um novo ciclo histórico, cultural e económico, recriar a sua identidade, poder económico e afirmação cultural, e construir uma Cidade, que é uma Região, que é uma Paisagem Global?

Desenvolvendo-se ao longo de quatro sessões durante o mês de fevereiro, a conferência abordará os temas da ‘Natureza da Cidade’, da ‘Paisagem como Transformação’, da ‘Paisagem como Construção Cultural’ e da ‘Espessura do Tempo’, procurando introduzir diversas perspetivas de conhecimento acerca da formação da Cidade de Lisboa, da sua Natureza subjacente e presente, da sua receção enquanto fenómeno cultural e coletivo, e do seu potencial de renascimento e transformação, questionando de que forma a sua Identidade pode constituir a principal energia e processo de renascimento.

 

João Gomes da Silva (Lisboa, 1962) é Arquiteto-Paisagista, vive e trabalha em Lisboa e dedica-se à produção de pensamento e espaço de Paisagem. A conferência resulta do seu envolvimento no Laboratório de Paisagem. É professor no Departamento de Arquitetura da Universidade Autónoma de Lisboa, e na Accademia di Architettura di Mendrisio.

 

 

 

4 de fevereiro
A Natureza da Cidade

 

 

 

11 de fevereiro
A Paisagem como Transformação

 

 

 

18 de fevereiro
Paisagem como Construção Cultural

 

 

 

25 de fevereiro
A Espessura do Tempo

 

This series of four lectures by João Gomes da Silva will examine the idea that the construction of the city of Lisbon as a form of Landscape is a phenomenon that can be understood from a knowledge of its Nature, the transformation of that Nature into a Landscape, the construction of its Landscape as a cultural phenomenon, and the potential for development contained in its own Body and Identity. This is something that must, however, be seen as an articulated whole. Discussion centres on the city’s potential for rebirth, asking whether its Identity can become the main energy in that process.
Carbonozero
© 2013 Culturgest