Loading
arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
JAZZ
A Hundred Silent Ways
Concerto de apresentação do primeiro álbum a solo de Filipe Raposo
destaque
 
SEX 7 DE JUNHO
Grande Auditório
21h30 · Duração: 1h15
12€ · Até aos 30 anos: 5€
M3
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
apoio
Piano Filipe Raposo
Produção executiva
AMG music
Fotografia
Egle Bazaraite/Nuno Bossa

Durmo. Regresso ou espero?

Não sei. Um outro flui

Entre o que sou e o que quero

Entre o que sou e o que fui.

In Poesias coligidas, Fernando Pessoa

 

Procuro sempre o silêncio. O silêncio para escutar o mundo – o silêncio como espaço poético.

A Hundred Silent Ways é um concerto para piano solo que explora uma abordagem livre, contudo conceptual, deste “não lugar” que é o silêncio. Nasce da necessidade de conhecer ou tomar consciência deste território entre territórios, deste espaço que liga duas composições distintas que apenas comunicam através desse mesmo silêncio.

Compor permite-me conhecer esta realidade e habitá-la.

Ao criar, “um outro flui”, e assim conheço.

Para ilustrar a realidade que desejo criar, recorro a técnicas diferentes ao sabor das diferentes exigências dos temas: efeitos texturais; focagem e desfocagem rítmica; exploração de diferentes registos num único instrumento; contínuo harmónico; sobreposição de blocos; exploração de polirritmias; figuração rítmica; estruturas contrapontísticas livres que conduzem a secções de improvisação.

No seguimento do trabalho desenvolvido em trio em First Falls, neste disco a solo continuo a explorar os três universos que contêm a síntese do meu trabalho: o da música tradicional, onde são estilizados ritmos e melodias; o da música erudita, que contamina o conceito de forma e a conceção harmónica; e o da música improvisada, que atravessa toda a minha música.

A Hundred Silent Ways são quadros sonoros que vou pintando na estrutura formal das minhas composições e improvisações, “entre o que sou e o que fui”.

Filipe Raposo

I always look for silence – silence to listen to the world, silence as a poetic space. A Hundred Silent Ways is a solo piano concert that explores the “non-place” of silence, springing from the need to know this territory between territories, this space connecting two distinct compositions linked only by that same silence. I use this album to explore the three universes that synthesise my work: traditional, erudite and improvised music. A Hundred Silent Ways are the sound paintings that form the structure of my compositions and improvisations, “between what I am and what I was”.

Filipe Raposo

Carbonozero
© 2013 Culturgest