arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
MÚSICA FESTIVAL RESCALDO
Tiago Sousa / Maria Leite
Eduardo Raon / Tomaž Grom
destaque
Eduardo Raon  /  Tomaž Grom
SÁB 22 DE FEVEREIRO
Pequeno Auditório
Duração: 1h45 com intervalo
21h30 · 6€
40% de desconto na compra de bilhetes para os dias 21, 22, 27 e 28 de fevereiro, na Culturgest
M3
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Tiago Sousa / Maria Leite
“Quando o súbdito nega a fidelidade e o funcionário renuncia ao cargo,
a revolução está completa.”
Piano, harmónio e órgão Tiago Sousa Declamação Maria Leite

Não é segredo que a música do pianista e compositor barreirense Tiago Sousa é rica em referências humanistas, plena de apelos à emancipação individual e política, e de um retorno à arte enquanto paradigma da superação. Álbuns como The western lands, Walden Pond’s Monk ou Samsara referenciam e reivindicam a influência explícita de autores como H. Thoreau, W. Burroughs, G. Debord ou Lao Tse, num fio conceptual sólido que perpassa um corpus musical exemplar e em constante evolução.
Para esta edição do RESCALDO, o piano, harmónio e órgão de Tiago Sousa far-se-ão acompanhar da diseuse Maria Leite, para, através de uma revisitação do seu reportório (editado e por editar), dar lugar à palavra dita e mostrar, numa opção rara, as ideias por trás da sua música, trazendo-as para o seu seio, tornando a sua verbalização efetivamente parte dela. Uma ocasião, naturalmente, imperdível.

www.tiagosousa.org

Eduardo Raon / Tomaž Grom
Harpa, eletrónicas Eduardo Raon Contrabaixo, eletrónicas Tomaž Grom

Das vozes mais singulares e ativas na música contemporânea em Portugal, de Eduardo Raon podemos sempre esperar uma constante procura por novas formas do dizer; membro dos Bypass e dos Powertrio (com Joana Sá e Luís José Martins), colaborador frequente de Maria João e Mário Laginha, compositor, intérprete e improvisador, reside atualmente entre Portugal e Liubliana, capital da Eslovénia, compondo regularmente para cinema, animação, teatro e instalações.
On the drive for impulsive actions, o seu mais recente lançamento na Shhpuma, é a base da sua apresentação no RESCALDO – nesta peça, em estreia ao vivo, Raon utilizará o seu instrumento de eleição, a harpa, sujeita a pontual processamento eletrónico, situando-o numa linhagem de nomes contemporâneos que a partir deste instrumento de conotação clássica (como Rhodri Davies ou Zeena Parkins) procuram redefinir expectativas e capacidades sónicas. A peça, para a qual se fará acompanhar do contrabaixista e compositor esloveno Tomaž Grom, integra referências, como o seu nome indica, a ações impulsivas – gestos involuntários, atuações irrefletidas, atitudes imponderadas e ruídos orais pouco conscientes, num jogo performativo entre som e imagem, composição e improvisação.
eduardoraon.com

rodrigo-pinheiro.com

www.thomaslehn.com

© 2014 Culturgest