arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
CONFERÊNCIAS
O neoliberalismo não é um slogan – histórias de uma ideia poderosa
por João Rodrigues
destaque
Friedrich HayekMilton Friedman
QUI 6, 13, 20 E SEX 28
DE MARÇO
Pequeno Auditório
18h30 · Entrada gratuita
Levantamento de senha de acesso 30 minutos antes do início de cada sessão, no limite dos lugares disponíveis. Máximo: 2 senhas por pessoa.
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.

Segundo alguns, o neoliberalismo é um slogan usado por anticapitalistas para caricaturar os seus oponentes. Segundo outros, é uma tentativa para regressar ao capitalismo laissez-faire.
Desaparecem, assim, os traços distintivos de um feixe transdisciplinar e transnacional de ideias que se desenvolveu a partir dos anos trinta do século XX, quando o termo entra em circulação, e que encontrou nos anos setenta a oportunidade para uma continuada hegemonia. A crise de 2007-2008, segundo muitos, teria marcado o seu fim, mas as políticas neoliberais aí estão, em força no nosso país e não só. Através de uma história crítica do neoliberalismo, como reação inicial aos “socialistas de todos os partidos”, pretende-se expor as inovações intelectuais e os mecanismos económico-políticos por detrás de um projeto que busca encontrar soluções para democracias de alcance tanto quanto possível limitado, ou mesmo para regimes autoritários ditos de exceção, permitindo subordinar a atuação dos governos à promoção de políticas de concorrência mercantil em áreas crescentes da vida social. Seguindo a injunção de Margaret Thatcher – “a economia é o método, o objetivo é mudar a alma” – procurar-se-á caracterizar um imaginário social assente no chamado empreendedorismo, em que os indivíduos são declarados livres na medida em que estão imersos em mercados. Ancoradas na ideia de que a justiça social não passaria de inveja idealizada, as regras económicas neoliberais favorecem a concentração de recursos no topo da pirâmide social, mas têm um poder que vai para lá de interesses de classe.

 

João Rodrigues nasceu em Coimbra, em 1977. Economista. Investigador do Centro de Estudos Sociais e Professor Auxiliar Convidado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Doutorado pela Universidade de Manchester. A sua investigação tem-se debruçado sobre temas de economia política, da história do neoliberalismo à crise do euro, sendo autor de diversas publicações nestas áreas. É membro do Conselho Editorial do Le Monde diplomatique, edição portuguesa, e coautor do blogue de economia política Ladrões de Bicicletas.

 

 

Quinta, 6 de março
O neoliberalismo como reação: de Viena a Mont Pèlerin

 

 

 

Quinta, 13 de março
Um feixe de ideias em progresso: de Chicago a Friburgo

 

 

 

Quinta, 20 de março
A hegemonia neoliberal: do Chile aos Consensos de Washington e de Bruxelas

 

 

 

Sexta, 28 de março
A crise é sempre uma oportunidade: o caso da Zona Euro

 

According to some, neoliberalism is nothing more than a slogan used by anticapitalists to caricature their opponents, while others consider it an attempt to return to a pernicious form of laissez-faire capitalism. Many believe that the crisis of 2007-2008 signalled the end of neoliberalism’s continued hegemony since the 1970s. Yet neoliberal policies are still found in Portugal and other countries. Taking a critical look at the history of neoliberalism since the 1930s, these lectures seek to expose the economic and political mechanisms behind this social philosophy based on entrepreneurship.
© 2014 Culturgest