arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
JAZZ
Baba Mongol
Ciclo "Jazz +351" · Comissário: Pedro Costa
destaque
 
SEG 17 DE NOVEMBRO
Pequeno Auditório
21h30 · Duração: 1h00
5€ (preço único)
M3
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Saxofone tenor e soprano José Pedro Coelho
Saxofone barítono, clarinete baixo Rui Teixeira Piano Hugo Raro Andrade Contrabaixo Filipe Teixeira Bateria António Torres Pinto

A secção rítmica constituída por Hugo Raro, Filipe Teixeira e António Torres Pinto é a mesma do grupo Low Budget Research Kitchen, especializado na interpretação do difícil repertório de Frank Zappa. O projeto Baba Mongol percorre, no entanto, caminhos bem distintos, para tal muito contribuindo a frente de saxofones formada por José Pedro Coelho e Rui Teixeira.

Se naquela outra formação é o rock que ganha primazia, por mais tintado de jazz que surja, o quinteto propõe um jazz em que se pressente a energia do rock. Um jazz que aceita a tradição deste género musical, mas que tem uma natural predisposição para as formas abertas e o livre improviso, fazendo a ponte entre o pós-bop e o que veio a seguir. Música de hoje, interventiva, possante e nossa, portuguesa.

José Pedro Coelho é saxofonista e compositor, estudou na ESMAE do Porto. Para além do seu quinteto, faz parte de grupos como Orquestra Jazz de Matosinhos (OJM), Ensemble Super Moderne ou Baba Mongol. Rui Teixeira fez os seus estudos no Porto e toca na OJM desde a sua fundação. Para além de colaborações em espetáculos de teatro, gravou vários discos. Integra diversas bandas. Entre outras, faz parte dos Low Budget Research Kitchen (LBRK) que se dedica exclusivamente à música de Frank Zappa. Hugo Raro estudou no Porto e em Londres. Professor de diversas disciplinas musicais em várias escolas. Colaborou em projetos de dança e teatro. Gravou vários discos, tocou com músicos conceituados nacionais e estrangeiros, participa em várias bandas, para além dos Baba Mongol. Filipe Teixeira estudou em Lisboa e no Royal Welsh College. Divide a sua atividade entre o ensino e atuações e gravações em projetos como os LBRK, Nu Jazz Big Band, Diogo Vida Quarteto, Richard Okkerse Progressive Ensemble e Baba Mongol. António Torres Pinto estudou jazz e composição em escolas do Porto e Lisboa. Professor de disciplinas musicais em escolas do Norte do país. Compôs peças de música de câmara ou para formações jazzísticas. Participa em diversos projetos na área do jazz. É um dos fundadores dos LBRK.

The rhythm section – Hugo Raro, Filipe Teixeira and António Torres Pinto – is the same as that of the group Low Budget Research Kitchen, who specialised in playing the difficult repertoire of Frank Zappa. Baba Mongol, however, follow quite different paths with the saxophones of José Pedro Coelho and Rui Teixeira. While the previous band played rock music tinged with jazz, this quintet give us jazz filled with the energy of rock, accepting the musical tradition of jazz, but naturally leaning more towards open forms and free improvisation. Today's music: full of protest, power, and Portuguese.
© 2014 Culturgest