arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
MÚSICA
Barry Guy
Ciclo de concertos comissariado por Filho Único
destaque
 
SÁB 1 DE NOVEMBRO
Culturgest Porto
22h · Duração: 50 min.
5€ (preço único)
M3
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Contrabaixo Barry Guy

Fundamental figura do jazz britânico, da improvisação europeia, da composição contemporânea, celebrado intérprete de várias outras músicas mais e menos seculares, editor, e tantos outros ofícios que foi criando por necessidade e visão. Parte da primeira geração de aprendizes da figura seminal da improvisação europeia, o músico britânico John Stevens, Barry Guy foi e tem sido, ao lado de outras figuras históricas como Derek Bailey ou Evan Parker, dos grandes e mais conscientes exploradores do que se pode fazer nos territórios novos, que todos os dias se abrem, nos interstícios e para lá das convenções no que concerne à composição e à improvisação. Criou a London Jazz Composers Orchestra no arranque da década de 1970, instituição que ainda hoje se mantém viva e vibrante. Mantém a Barry Guy New Orchestra, que tão notável trabalho tem realizado editorialmente e em palco. Faz há décadas parte de um dos mais importantes trios do jazz contemporâneo, com o supramencionado Parker e Paul Lytton, que permanece incrivelmente vivo e intrépido (cada vez mais, aliás). Contudo, e no que diz respeito mais a esta ocasião em concreto, trata-se de um dos grandes contrabaixistas vivos. O seu trabalho é de enormes riquezas melódicas, harmónicas, rítmicas, tímbricas, texturas e solistas, e ninguém questionará o território que abriu para o instrumento no campo das músicas contemporâneas. Nele, ouve-se tanto do muitíssimo que viveu e aprendeu, ao longo de um percurso que arrancou sério no princípio da adolescência, num bar proletário, onde foi aprendendo tudo o que podia com Champion Jack Dupree ou Sonny Boy Williamson, e outros lendários que por lá passavam. Uma história sem fim em música, que teima em não parar de se escrever, mais rica a cada dia que passa, deste enorme cidadão da música.

Filho Único

A highly-talented musician, composer and publisher, who also has many other skills, British-born bass-player Barry Guy is one of the leading figures in the world of European jazz, exploring new territories beyond the conventions of composition and improvisation. He created the London Jazz Composers Orchestra in the early 1970s, still maintains the remarkable Barry Guy New Orchestra and forms one of the most intrepid contemporary jazz trios with Evan Parker and Paul Lytton. His richly melodic and harmonious work filled with different rhythms and textures makes him unique in contemporary music.
© 2014 Culturgest