arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
JAZZ
Lama + Joachim Badenhorst
Ciclo "Isto é Jazz?" · Comissário: Pedro Costa
destaque
© cees van de ven (pormenor)VER IMAGEM
SEG 3 DE NOVEMBRO
Pequeno Auditório
21h30 · Duração: 1h
5€ (preço único)
M3
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Contrabaixo, eletrónica Gonçalo Almeida Trompete Susana Santos Silva Bateria, eletrónica Greg Smith Clarinete, saxofone tenor Joachim Badenhorst

O trio Lama tem logo à partida uma caracterização transnacional. Português de nascimento, é na Holanda que Gonçalo Almeida, o mentor do grupo e seu principal compositor, tem a sua base de trabalho. Se se pode dizer que este é o investimento mais lusitano do contrabaixista, graças à presença de Susana Santos Silva e ao facto de a sua discografia estar a ser editada pela lisboeta Clean Feed, o certo é que o terceiro vértice do projeto é ocupado pelo canadiano Greg Smith, que calha também ter residência nos Países Baixos. Para reforçar esta vertente globalizante, a formação vem envolvendo alguns convidados de outras origens. Foi assim com o norte-americano Chris Speed e volta a ser com o belga Joachim Badenhorst.

Em termos estéticos, Lama está na fronteira entre o mainstream e a vanguarda do jazz. Reproduz os conceitos harmónicos convencionais do género, mas incorpora igualmente a liberdade da improvisação, o gosto pelas texturas abstratas e as cores extensivas proporcionadas pelo uso da eletrónica. Se o contributo de Speed derivava do primeiro âmbito, beneficiando da frescura de ideias do saxofonista e clarinetista, o de Badenhorst vem do segundo, com a particularidade de este ter uma voz pessoal fortemente enraizada na tradição. Mudam os conteúdos, mas não os parâmetros.

Lama is a multinational trio, consisting of Portuguese-born, but Dutch-resident Gonçalo Almeida (double bass), the Portuguese Susana Santos Silva (trumpet/flugelhorn), and the Canadian Greg Smith (drums), also resident in the Netherlands. But the band also plays with American Chris Speed (saxophone/clarinet) and Belgian Joachim Badenhorst (vocals). Lama's music lies on the border between mainstream and avant-garde jazz, reproducing the genre's conventional harmonic concepts, but also incorporating the freedom of improvisation and the abstract textures and intense colours of electronic music.
© 2014 Culturgest