arquivo > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
CONFERÊNCIA
Potenciar sentidos: conversas entre Arte, Ciência e Filosofia
 
destaque
Ana Hatherly. Sem título, 1980 · Coleção da Caixa Geral de Depósitos · Fotografia: Teresa Santos / Pedro Tropa (pormenor)VER IMAGEM
SEX 7 DE NOVEMBRO
Pequeno Auditório
18h30 · Entrada gratuita
Levantamento de senha de acesso 30 minutos antes do início da sessão, no limite dos lugares disponíveis. Máximo: 2 senhas por pessoa.
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Curadoria Ana Pais e Beatriz Cantinho Organização Associação Cultural Osso Convidados Paulo Pereira (Vice-presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia e Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra), Maria Filomena Molder (Professora Catedrática de Filosofia, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa), Valério Romão (escritor)

A nossa forma de pensar, sentir e agir no mundo resulta de um contínuo processo de ajustamento e reajustamento de mecanismos fisiológicos, condicionantes culturais, discursos ideológicos e tradições filosóficas. Esse movimento constitui a nossa experiência vivida que, por sua vez, configura o nosso contacto com o mundo. Todas as formas de sentir, pensar e agir são modos de afetar e ser afetado.

As descobertas da neurociência (por exemplo, a plasticidade do cérebro) ampliaram exponencialmente as possibilidades de equacionar a relação entre biologia, filosofia e arte. Se a ciência nos oferece novas cartografias do corpo e do cérebro, a filosofia cria conceitos que permitem exercitar formas de compreender como se constitui o encontro com o mundo e a arte desafia esse encontro, potenciando formas de sentir e pensar a partir de experiências singulares. É neste cruzamento de saberes que podemos potenciar sentidos para pensar, sentir e agir.

Para início de conversa, cada convidado colocará uma questão aos outros participantes, encetando uma discussão aberta ao público.

 

 

Our thoughts, feelings and actions result from the continuous adjustment and readjustment of physiological mechanisms, cultural factors, ideological discourses and philosophical traditions, shaping our contact with the world. Recent discoveries in neuroscience (e.g. the brain's plasticity) have greatly increased our chances of studying the relationship between biology, philosophy and art. This crossover of knowledge helps us discover new ways of thinking, feeling and acting in the world. To begin with, each guest will ask the other participants a question, thus generating an open discussion.
© 2014 Culturgest