arquivo > 2016 > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
DANÇA
Pântano
Direção de Miguel Moreira
destaque
© Helena Gonçalves (pormenor)VER IMAGEM
SEX 27, SÁB 28 DE MARÇO
Grande Auditório
21h30 · Duração aprox.: 1h10
12€ · Até aos 30 anos: 5€
M16
Na sexta-feira dia 27, após o espetáculo, haverá uma conversa com os artistas na Sala 1.

utero.biz

Folha de sala (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
O Útero está integrado no projeto Guimarães 2012-2016 e é uma estrutura apoiada pelo Governo de Portugal, Secretário de Estado da Cultura, Direção-Geral das Artes.
Direção/criação Miguel Moreira com a colaboração de Catarina Félix e Romeu Runa Intérpretes Catarina Felix, Francisco Camacho e Romeu Runa (bailarinos) e Carlos Zíngaro (música ao vivo) Cocriadores Allan Falieri, Catarina Felix, Francisco Camacho e Romeu Runa Música Bentes Projecto Shhh e Carlos Zingaro Luzes João Garcia Miguel, Jorge Rosado Figurinos Peças de Dino Alves Produção Útero Coprodução Centro Cultural Vila Flor, Culturgest, Le centquatre – Paris, Teatro Nacional São João Teatros associados Centro Cultural de Ílhavo, Cine-Teatro Avenida, TAGV, Theatro Circo Residência artística Centro Cultural Vila Flor (Guimarães), Eira (Lisboa), O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo), Le CentQuatre – Paris

Os peregrinos são pessoas que resolvem fazer uma profunda reflexão sobre si mesmos em movimento.

Há uma postura de solidão e sacrifício, numa procura de um pensamento para o homem de hoje.

São espaços criados pelo peregrino em movimento.

"Espaços limite, neutros, onde as normas e os preceitos se diluem na fronteira entre a vida civilizada e o mundo selvagem..." (In prefácio Cais Oeste de Bernard-Marie Koltès by Ernesto Sampaio).

Constrói-se a possibilidade de um encontro entre estas pessoas em movimento/peregrinas e estas pessoas constroem um pensamento solidário e coletivo.

"E agora? Por onde? Como? Meu Deus! Por aqui?" (In Cais Oeste de Bernard-Marie Koltès)

Miguel Moreira

 

Miguel Moreira, fundador e diretor do Útero, estreou-se na encenação em 1997 no Teatro O Grupo. Trabalhou no coletivo Olho, no Teatro O Bando e com, entre outros, João Brites, João Garcia Miguel, Paulo Castro, Demarcy Mota, Carlos Afonso Pereira, Ana Nave, Tiago Rodrigues, Teatro Praga, Joaquim Benite, Vera Mantero, Olga Roriz, Rui Horta, Ana Borralho e João Galante. Colaborou com a Orchestrutopica e com Pedro Carneiro. Trabalhou em cinema e em televisão. As suas criações recentes assumem definitivamente o lugar do corpo e da coreografia. Tem desenvolvido a sua pesquisa em colaboração com os bailarinos Romeu Runa, Catarina Félix e Sandra Rosado. Criou com Romeu Runa The Old King, que teve presença na Programação Oficial do Festival de Avignon.

Pilgrims are people who decide to reflect deeply on themselves in motion, adopting a posture of solitude and sacrifice, looking for a thought for today's man. These are spaces created by the pilgrim in motion. "Spaces on the edge, neutral spaces, where rules and precepts dissolve on the border between civilised life and the savage world…" (Ernesto Sampaio). The possibility is constructed of encountering these pilgrims in motion, who in turn construct a collective thought of solidarity. "And now? Where? How? My God! This way?" [Bernard-Marie Koltès] (Miguel Moreira, founder and director of Útero)
© 2015 Culturgest