arquivo > 2016 > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
TEATRO
PANOS
palcos novos palavras novas
destaque
Os Anjos Tossem Assim · Grupo de Teatro do Colégio José Álvaro Vidal-Fundação CEBI (Alverca) – PANOS 2014 (pormenor)VER IMAGEM
SEX 22, SÁB 23, DOM 24
DE MAIO
Pequeno Auditório e
Palco do Grande Auditório
21h30 · Duração: 1h
2,50€ (preço único)
M12
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Diálogos de Miguel Castro Caldas
Ponto da Situação de Tim Etchells
Só há uma vida e nela quero ter tempo
para construir-me e destruir-me
de Pablo Fidalgo Lareo

Esta é a décima edição dos PANOS, um projeto que junta a nova escrita para teatro ao teatro que é feito por adolescentes. Mais de trinta grupos escolares e juvenis do país inteiro escolheram encenar uma das três peças propostas, e neste festival da Culturgest mostram-se dois espetáculos de cada texto. Este ano são três originais, escritos de propósito para os PANOS.

O diálogo é um monólogo disfarçado ou é o contrário que é verdade? Miguel Castro Caldas (um repetente nos PANOS, depois de nós numa corda para a edição de 2009) escreveu Diálogos para olhar o diálogo de frente, falar com ele, perguntar-lhe para que serve. E assim estudar a questão do Outro, da dificuldade do Outro: aquele que vem lá ao fundo e se aproxima, estrangeiro, terrorista, mas que num instante deixa de ser um ele e passa a ser um tu, e de repente fala a nossa língua, é nosso irmão ou primo, e estamos de novo enrodilhados de família. E eu, sou o que fala ou o que escreve?

Ponto da Situação de Tim Etchells é uma co-encomenda do projeto Connections do National Theatre de Londres, em que os PANOS se inspiram, e resulta ainda da bienal Artista na Cidade 2014. Um coro de jovens performers enfrenta o público e percorre um conjunto de afirmações sobre aquilo que sabem, o que lhes deixa dúvidas, o que não sabem e o que acham que nunca saberão de todo. Entre os confins da infância e as trajetórias, decisões e experiências da vida adulta, o panorama dá continuidade à obsessão de Etchells com listas (prolongando por exemplo That Night Follows Day, que a Culturgest apresentou em 2008) e permite aos adolescentes questionar, celebrar e fazer troça do seu lugar no mundo.

O autor galego Pablo Fidalgo Lareo criou uma espécie de assembleia íntima com Só há uma vida e nela quero ter tempo para construir-me e destruir-me. A peça é uma paisagem que qualquer um pode reconhecer. Palavras que convidam a estar calmo, a sussurrar, a falar olhando nos olhos, a dançar suavemente. Palavras que questionam a educação, o presente. Palavras que podem purificar os corpos e devolver-lhes a sua pureza e o seu pecado original. Um manual de instruções para ser credível e para mudar o sistema a partir de dentro.

Em novembro passado realizou-se um workshop com os autores destinado aos encenadores dos grupos para analisar e discutir os textos que cada um escolheu trabalhar. As sessões foram orientadas por Lígia Soares (Diálogos), Tim Etchells e Cathy Naden (Ponto da Situação) e Pablo Fidalgo Lareo (Só há uma vida…). As estreias têm lugar até ao fim de abril. Para o festival publica-se ainda um livro com os três textos.

 

 

Programa

 

Sexta, 22 de maio

 

18h30, Pequeno Auditório

Diálogos
Grupo Pê da Animateatro (Seixal)


21h30, Palco do Grande Auditório

Ponto da Situação
Grupo de Teatro Na Xina Lua – Escola Secundária/3 de Tondela

 


Sábado, 23 de maio


16h, Sala 2

Pano Para Mangas – Conversa com os autores

 

18h30, Pequeno Auditório

Ponto da Situação
Grupo Cénico do Colégio José Alvaro Vidal – Fundaçao CEBI (Alverca)


21h30, Palco do Grande Auditório

Só há uma vida e nela quero ter tempo para construir-me e destruir-me

Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia (Torres Novas)

 

 

Domingo, 24 de maio


16h, Pequeno Auditório

Só há uma vida e nela quero ter tempo para construir-me e destruir-me
Grupo de Teatro do Colégio José Álvaro Vidal - Fundação CEBI (Alverca)


18h30, Palco do Grande Auditório

Diálogos
Sexta Insónia do Agrupamento Vertical de Escolas Eng.º Nuno
Mergulhão (Portimão)

PANOS commissions new plays for young people, inspired by the National Theatre's Connections project. Now in its tenth year, a selection from over 30 shows produced all across the country by school and youth theatre groups will be presented in a festival at Culturgest. Miguel Castro Caldas asks if dialogue is a monologue in disguise or if the opposite is true. What is it for? The Other, when far away, is the foreigner, the terrorist, but as soon as we start talking he becomes our brother or our cousin. In Tim Etchells' Status Update, a chorus of young performers face the audience and work their way through a set of statements outlining what they know, what they doubt, what they don't know, and what they think they'll never know at all. Pablo Fidalgo Lareo creates an intimate assembly that questions education and the present, with words that can cleanse the bodies and give them back their purity and their sin. It is an instruction manual to be credible and change the system from within.
© 2015 Culturgest