arquivo > 2016 > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
DANÇA
HOME
de Luís Marrafa
destaque
© António Cabrita (pormenor)VER IMAGEM
SEX 5, SÁB 6
DE JUNHO
Grande Auditório
21h30 · Duração: 1h
12€ · Até aos 30 anos: 5€
M12
Na sexta-feira dia 5, após o espetáculo, haverá uma conversa com os artistas na Sala 1.

www.marrafa.com

Folha de sala (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Direção e coreografia Luís Marrafa Criação e interpretação Petra Van Gompel, António Cabrita, Marcia Liu, São Castro, Luís Marrafa Música e luzes Luís Marrafa Produção MARRAFA vzw Coprodução O Espaço do Tempo Apoios GC Wolubilis, GC Dommelhof, GC Nekkersdal, StairCase.studio BXL

O espaço familiar (home) tem uma forma sólida nas nossas memórias mas dissolve-se com o tempo. As cores dissipam-se das coisas e das histórias. Home não se refere somente a uma estrutura física mas, mais do que isso, é uma adaptação de um espaço com regras onde a curiosidade atravessa os limites. Será que o corpo se adapta a um novo espaço, onde tudo é novo e nunca antes visto? Qual é a zona de conforto, como se torna home?

HOME é um projeto de dança para cinco bailarinos onde o conceito é gerar movimento, do mais simples ao mais complexo. Cada movimento por sua vez terá um profundo desejo de comunicar.

Luís Marrafa

 

Luís Marrafa nasceu na Alemanha em 1975. Viveu e estudou em Évora. Licenciou-se na Escola Superior de Dança em Lisboa. Trabalhou com a coreógrafa belga Karine Ponties. É cofundador da companhia de dança MARRAFA vzw e do estúdio de dança StairCase.studio, em Bruxelas, onde reside. Cria os seus próprios trabalhos como coreógrafo e bailarino, inspirando-se intuitivamente na sua experiência e no ambiente multicultural à sua volta, destacando Unstable, night light, escape, Disquiet, IIB (prémio do Melhor Vídeo de Dança do Festival de Dança de Almada em 2009), Untitled (prémio da Melhor Performance do festival InShadow, Lisboa, em 2012), e ABSTAND (nomeado para Melhor Coreografia pelo Prémio Autores SPA 2014). Luís trabalhou com o coreógrafo Rui Horta na sua última peça Hierarquia das Nuvens.

Home is paradoxical: solid in our memories, it can fade over time, and we forget the colours of things, stories and visions. It doesn't refer just to the physical structure, but also to our adaptation to a place, with conditions and rules. Curiosity oversteps boundaries when we enter a different home. A body adapts to a new position, a new world, where everything is fresh and never seen before. How to become home?

HOME is a project for five dancers in which the concept generates movement, from the most simple to the more complex. Every motion has a deep-rooted desire for communication.

© 2015 Culturgest