arquivo > 2016 > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
TEATRO
Your Best Guess
de mala voadora
Espetáculo integrado no Festival de Almada
destaque
(pormenor)VER IMAGEM
DE TER 7 A SÁB 11
DE JULHO
Pequeno Auditório
21h30 · Duração aprox. 1h
12€ · Até aos 30 anos: 5€
M12
Em português e inglês,
com legendas.

Na sexta-feira dia 10, após o espetáculo, haverá uma conversa com os artistas no Pequeno Auditório.

Folha de sala (pdf)
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
A mala voadora é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal, Secretaria de Estado da Cultura, Direção-Geral das Artes, e associada d'O Espaço do Tempo e da Associação Zé dos Bois
apoio

No âmbito do processo de escrita Chris Thorpe realizou uma residência artística na cidade do Porto com o apoio do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto.
apoio

apoio

apoio
Texto Chris Thorpe Direção Jorge Andrade Com Chris Thorpe e Jorge Andrade Cenografia e Figurinos José Capela Luz Daniel Worm d'Assumpção Som Rui Lima e Sérgio Martins Vídeo de Divulgação Jorge Jácome e Marta Simões Fotografia de Cena António MV, José Carlos Duarte e Silvana Torrinha Design Gráfico Marta Ramos Produção David Cabecinha e Joana Costa Santos Gestão cultural Vânia Rodrigues Apoio Fundação Calouste Gulbenkian, Sign Wide Format Printing Apoio à produção Daniel Pinheiro Coprodução Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto, Culturgest e mala voadora Agradecimentos Xénon Cruz

Não podemos evitar viver no futuro: planificar atividades, comprar bilhetes de avião para as férias, organizar festas de aniversário, preparar candidaturas, enviar convites, fabricar T-shirts para digressões de bandas, cachecóis para vitórias de equipas de futebol, objetos comemorativos, bolos... – tudo suposições. Quando chegar a altura, as coisas podem acontecer tal como previsto, ou não. A mala voadora e Chris Thorpe juntam-se para falar disto: da imponderabilidade do curso da História, e também de bombas por detonar, cartas de despedida, cidades-fantasma, apostas, amuletos... Vão investir na sua melhor suposição.

 

A mala voadora apresentou o ballético Wilde na Culturgest em 2013 (com Miguel Pereira), no mesmo ano em que Chris Thorpe veio celebrar o nosso Aniversário à volta da mesa de reuniões de The Oh Fuck Moment (com Hannah Jane Walker). Numa série já extensa de colaborações, Chris escreveu para a mala voadora o caleidoscópio tortuoso de Overdrama (Culturgest, 2011). Agora, pela primeira vez, Thorpe e Jorge Andrade concebem e interpretam um espetáculo a meias.

Scarves commemorating the victory of a football team that lost in the final, T-shirts from the tour of a singer who died before he even stepped on stage, wedding invitations that were about to be sent when the engaged couple broke up, the victory speech of an election candidate who came second. These are things made for a future that never came to pass, persisting in their uselessness. You can imagine the story in which these aborted things were purchased with enthusiasm, worn with pride, read with an epic tone of voice, or removed from their envelopes with great emotion. Rewriting history: your best guess.
© 2015 Culturgest