arquivo > 2016 > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
CONFERÊNCIAS
Algumas ideias sobre ideias de teatro
com Francisco Frazão
destaque
The Author de Tim Crouch © Stephen Cummiskey (pormenor)VER IMAGEM
TER 15, 22, 29 DE SETEMBRO E SEG 5 DE OUTUBRO
Pequeno Auditório
18h30 · Entrada gratuita
Levantamento de senha de acesso 30 minutos antes do início da sessão, no limite dos lugares disponíveis. Máximo: 2 senhas por pessoa.
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.

Alguém que acha que a faca é verdadeira, alguém que se limita a dar nome a um espaço, que bebe a última gota de gin, que pergunta se estamos a ver bem, alguém que encontrou semelhanças entre um cubo e uma autoestrada, que lê um romance em seis horas, que desenha uma cruz na testa, alguém que foge do ecrã para entrar no filme, que projeta o filme do avesso, que canta uma autobiografia, que faz perguntas sem parar, que carrega sofás. Alguém (eu) que viu ou leu estas coisas e quer continuar a falar delas.

O que proponho é um percurso parcial – isto é, fragmentário e subjetivo – por alguns textos do último meio século e alguns espetáculos da última década (bocados de textos, bocados de espetáculos), à procura nuns e noutros de ideias de teatro e confiando em Deleuze quando diz que "não se tem uma ideia em geral". Atravessaremos para as desemaranhar uma floresta de oposições como as que dão título a três das conferências, desnorteados por ainda outras polaridades: teatro / performance, presença / representação, espectador / testemunha, ironia / sinceridade, narrativa / catálogo… O caminho olha-se ao espelho: é sobre teatro e definições de teatro, sobre peças que são sobre teatro, talvez sobre a palavra "sobre". Mas é um espelho deformado, diferido (mostra o passado), um espelho que às vezes até se volta para o mundo.

Os textos serão de Osório Mateus, Jacques Rancière, Michael Fried, Stanley Cavell, Peter Brook, Sarah Kane; e os espetáculos de Tim Crouch, Elevator Repair Service, Angélica Liddell, Teatro Praga, Cão Solteiro, Forced Entertainment, Nature Theater of Oklahoma.

Francisco Frazão

 

Francisco Frazão é programador de teatro da Culturgest. Fez o curso de Línguas e Literaturas Modernas (Português / Inglês) na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Integrou a comissão de leitura dos Artistas Unidos entre 2000 e 2004. Traduziu Beckett, Pinter, Stephen Greenhorn, Howard Barker, Tim Crouch, Abi Morgan, Katori Hall, Chris Thorpe, Tim Etchells. Tem publicado artigos e dado aulas sobre teatro, cinema e literatura.

 

 

Ter 15 de setembro

Definições ("What's in a name?")

 

 

 

Ter 22 de setembro

Comunidade / Separação

 

 

 

Ter 29 de setembro

Íntimo / Político

 

 

 

Seg 5 de outubro

Encenação / Dispositivo

 

Francisco Frazão will take a fragmentary and subjective look at some texts from the last 50 years and some shows performed over the last decade, searching in them for ideas of theatre, based on Deleuze's claim that "one cannot have an idea in general". Making his way through a forest of oppositions (theatre / performance, presence / representation, spectator / witness, irony / sincerity, narrative / catalogue, etc.), he will talk about theatre and its definitions, about shows about theatre, and perhaps about the word "about", using a distorting mirror that reflects the past and is sometimes even held up to the world.
© 2015 Culturgest