JAZZ
Joe Morris Quartet
Ciclo "Isto é Jazz?" · Comissário: Pedro Costa
destaque
© Petr Cancura (pormenor)VER IMAGEM
QUA 2 DE DEZEMBRO
Pequeno Auditório
21h30 · Duração: 1h
5€ (preço único)
M6
Do álbum Balance:
Substance

Effort
Trust

Thought
Purpose
Meaning
Coil, do álbum At The Old Office
Canal de YouTube

Folha de sala (pdf)
Informações e reservas
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Bilhetes à venda
Culturgest
Agências Abreu
Galeria Comercial Campo Pequeno
Casino Lisboa
C.C. Dolce Vita
El Corte Inglés
Fnac
Megarede
Worten
www.ticketline.sapo.pt
Reservas Ticketline 1820 (24 horas)
Guitarra Joe Morris Viola Mat Maneri Contrabaixo Chris Lightcap Bateria Gerald Cleaver

Se quisermos escolher o mais representativo exemplo da característica identidade do jazz de Nova Iorque na década de 1990, nenhuma outra formação além do Joe Morris Quartet teria igual simbolismo. As passagens do grupo de Joe Morris, Mat Maneri, Chris Lightcap e Gerald Cleaver por espaços como a Knitting Factory, e discos como Underthru e At the Old Office, marcaram aquele tempo e a estética que ficou conhecida como própria da cena downtown. O projeto desfez-se entretanto, com cada um dos músicos a desenvolver as suas independentes atividades como líderes e compositores, para de novo se reunir com um disco, Balance (2014), que veio estender para outros desfechos o que antes tinha proposto.

O que quer dizer que, se este é o mesmo Joe Morris Quartet, é também outra coisa que o passado não fazia suspeitar. E designadamente na forma como composição e improvisação se conjugam, agora ainda mais aberta. O guitarrista e mentor, Joe Morris, apenas traz consigo alguns motivos melódicos e tudo o resto se acrescenta com base nos princípios da espontaneidade, da intuição e das experiências individuais numa dedicação específica: tornar a escuta dos outros num princípio criativo. Resulta uma música vibrante, fortemente interativa e feita de minúcias, tão orgânica quanto um campo pronto a lavrar.

The Joe Morris Quartet is the most representative example of the New York jazz scene of the 1990s. Playing at venues like the Knitting Factory, and releasing albums such as Underthru and At the Old Office, they left their mark on the "Downtown scene". After splitting up, they went their separate ways as band leaders and composers, only to later reform to make Balance in 2014. This is the new Joe Morris Quartet, with the same formation, but it has developed into something more than their past ever suggested, playing a more open, spontaneous and vibrant music, highly interactive and organic.
© 2015 Culturgest