MÚSICA
Lê Quan Ninh
Ciclo de concertos comissariado por Filho Único
destaque
© Peter Gannushkin (pormenor)VER IMAGEM
SEX 11 DE DEZEMBRO
Culturgest porto
22h · Duração: 50 min.
5€ (preço único)
M6
Informações e reservas
22 209 81 16 (Porto)
21 790 51 55 (Lisboa)
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Bilhetes à venda
Culturgest
Agências Abreu
Galeria Comercial Campo Pequeno
Casino Lisboa
C.C. Dolce Vita
El Corte Inglés
Fnac
Megarede
Worten
www.ticketline.sapo.pt
Reservas Ticketline 1820 (24 horas)

Bilhetes à venda nos locais habituais e na Culturgest Porto, Av. dos Aliados 104, no horário de funcionamento e no dia do espetáculo (a partir das 19h), até à hora de início do mesmo.
Instrumentos de percussão Lê Quan Ninh

Lê Quan Ninh (Paris, 1961) é um fenomenal percussionista que se dedica à música erudita contemporânea, no sentido do amplo campo das formas modernas e pós-modernas que a vanguarda do século passado propôs, bem como um agente dinâmico no da livre improvisação, em que se estabeleceu como um aclamado solista e reputado colaborador em formações variáveis. Ninh começou a aprender piano aos 5 anos, tendo iniciado os estudos em percussão na adolescência. Aos 16 ingressou no Conservatório de Versailles, graduando-se com distinção, tendo desenvolvido um interesse paralelo em improvisação, cultivado em concertos em Paris e nos seus subúrbios. Depois do conservatório foi professor, atuou com diversas companhias de artes do palco e grupos de música contemporânea, perseverando na sua pesquisa de técnicas exploratórias, no contexto da música não escrita, para instrumentos de percussão. Em 1986 forma o Quatuor Hêlios, um ensemble de percussão que, até à sua extinção em 2012, estreou e levou à cena trabalhos de multimédia, fundindo percussão, teatro e novas tecnologias, interpretando e gravando, entre outros compositores, as peças para percussão de John Cage. Na década de 1990 um convite para um novo trabalho com música desenvolvida em computador leva-o a adensar o potencial interativo deste sistema, criando instalações, como 18h22, em colaboração com o matemático Philippe Besse, baseada na peça Vexations de Erik Satie. Como improvisador tem participado ao longo dos anos em inúmeros encontros na Europa e América do Norte e toca regularmente em formações que integram a música improvisada acústica e eletroacústica, com outras disciplinas como a arte performativa, a poesia, o cinema experimental, a fotografia e o vídeo. Tem uma vasta discografia em CD publicada em diversas editoras e lançou o ano passado o livro Improviser Librement. Abécédaire d'une experience.

Filho Único

A highly acclaimed percussionist from the world of contemporary classical music and a dynamic agent of free improvisation with a vast discography, Lê Quan Ninh (Paris, 1961) graduated with distinction from the Conservatoire de Versailles, later becoming a teacher and performing with various arts companies and contemporary music groups. In 1986, he formed Quatuor Hêlios, fusing multimedia works with percussion, theatre and new technologies. As an improviser, he has worked constantly with other disciplines, such as performing arts, dance, poetry, experimental cinema, photography and video.
© 2015 Culturgest