arquivo > 2016 > 2015 > 2014 > 2013 > 2012 > 2011 > 2010 > 2009 > 2008 > 2007
EXPOSIÇÃO
Guy de Cointet
Who wrote that?
 
DE 20 DE FEVEREIRO A 15 DE MAIO
Inauguração: sexta-feira, 19 de fevereiro, 22h
Galeria 1
2€ · Entrada gratuita aos domingos
Visitas guiadas por
Miguel Wandschneider

Sábados, 27 de fevereiro, 26 de março e 30 de abril, 17h
Informações
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Exposição coproduzida com M – Museum Leuven, em colaboração com Guy de Cointet Society e Air de Paris, Paris.
destaque
The very first time you experience this beauty fluid..., ca. 1983
Fotografia: Marc Domage · Cortesia: Air de Paris, Paris
Curadoria Miguel Wandschneider e Eva Wittocx

Foi em Los Angeles, onde se radicou em 1966, que Guy de Cointet (Paris, 1934 – Los Angeles, 1983) desenvolveu a obra extraordinária pela qual é hoje consensualmente reconhecido no mundo da arte. O seu trabalho – uma profusa produção de desenhos, um extenso conjunto de peças teatrais e vários livros publicados na época – radica num fascínio pela linguagem e pelos seus usos em contextos tão diferentes como a literatura, a televisão e a rádio, ou as conversas quotidianas. Guy de Cointet explorou recorrentemente diferentes procedimentos de codificação e abstração da linguagem a partir do cruzamento entre texto, forma e cor. Tanto os desenhos como as peças teatrais cativam o espectador pela elegância formal e pelo sentido de humor, ao mesmo tempo que suscitam uma inefável estranheza. O familiar e o enigmático surgem constantemente entrelaçados. Ao longo da década de 1970 e até à sua morte em 1983, o trabalho de Guy de Cointet despertou grande interesse e admiração em círculos restritos do mundo da arte. Tendo caído no esquecimento após a morte do artista, o seu trabalho foi redescoberto e revalorizado nos últimos dez anos, tornando-se referência maior no campo das artes visuais e fonte de inspiração para um número crescente de artistas.

Esta exposição é acompanhada, no Pequeno Auditório, pela apresentação de várias peças teatrais.

It was in Los Angeles, where he had chosen to settle in 1966, that Guy de Cointet (1934, Paris – 1983, Los Angeles) developed the extraordinary work for which he is recognised today in the art world. Whether in the form of a drawing, a book or a theatre play, his work is rooted in his fascination with language and its uses in such different contexts as literature, television and radio, or everyday conversations. Guy de Cointet has recurrently explored different procedures for the encoding and abstraction of language through an interplay between text, form and colour. Both the drawings and the theatre plays captivate the spectator through their formal elegance and sense of humour, while, at the same time, arousing an indefinable feeling of strangeness. The familiar and the enigmatic are constantly intertwined. The work of Guy de Cointet has been rediscovered and reassessed in the last ten years to become a major reference in the field of visual arts and a source of inspiration for a growing number of artists. This exhibition is accompanied by the presentation of several plays in the small auditorium.

This exhibition is a co-production with M – Museum Leuven, with the collaboration of the Estate of Guy de Cointet and Air de Paris, Paris.

© 2016 Culturgest