TEATRO
History History History
História História História de Deborah Pearson
destaque
© Paul Blakemore (pormenor)VER IMAGEM
QUA 22, QUI 23 FEVEREIRO
Pequeno Auditório
21h30 · Duração: 1h30
15€ · Jovens até aos 30 anos e desempregados: 5€
M12
Em inglês, com legendas

Folha de sala (pdf)
Informações e reservas
Bilheteira Culturgest
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Ticketline
Reservas e informações:
1820 (24 horas)
Pontos de venda: Agências Abreu, Galeria Comercial Campo Pequeno, Casino Lisboa, C.C. Dolce Vita, El Corte Inglés, Fnac, Megarede, Worten e www.ticketline.sapo.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Autoria Deborah Pearson Dramaturgia Daniel Kitson Olhares exteriores Tania El Khoury e Laura Dannequin Diretor técnico Greg Akehurst Uma encomenda House on Fire com Théâtre Garonne (Toulouse) e bit teatergarasjen (Bergen) financiada por Culture Europe Desenvolvido parcialmente em Norwich and Norfolk Festival, Progress Festival (Toronto) e National Theatre Studio (Londres) Estreia 29 de janeiro de 2016, bit teatergarasjen, Bergen

Um documentário ao vivo sobre um cinema, uma estrela de futebol, uma família e os acontecimentos que nos trouxeram até aqui. Deborah Pearson explora a ligação e a falta de ligação entre o pessoal e o político enquanto projeta na íntegra um filme húngaro que devia ter estreado na semana em que começou a revolta de Budapeste. O filme, uma comédia de futebol de 1956, é traduzido livremente por Pearson com resultados muitas vezes hilariantes, e vai dando lugar às histórias de um escritor que perdeu o nome, de um ator que perdeu a voz e de um país que perdeu a revolução.

Deborah Pearson é uma escritora, performer e dramaturgista que nasceu no Canadá e vive no Reino Unido. Fundou e é uma das diretoras do coletivo de artistas Forest Fringe e vem pela terceira vez à Culturgest, depois de Like You Were Before (2012) e The Future Show (2014).

 

 

É uma história cheia de humor (…), estilisticamente lembra-me Ernst Lubitsch (…). E é uma história terna e pungente (…). Ao falar da sua própria experiência da diáspora, ela dirige-se a todas as crianças de todas as diásporas.

Maddy Costa, agosto de 2016

A live documentary about a cinema, a football star, a family, and the events that led to us being here. Deborah Pearson explores the connect and disconnect between the personal and the political while projecting the entirety of a Hungarian film that was meant to be premiered on the week the Budapest Uprising started. As Pearson loosely translates this 1956 football comedy with often hilarious results, it gives way to the stories of a writer who lost his name, an actor who lost his voice, and a country that lost its revolution.

Deborah Pearson is a writer, performer and dramaturg born in Canada and based in the UK. She founded and co-directs the artist collective Forest Fringe and this is the third piece she brings to Culturgest, after Like You Were Before in 2012 and The Future Show in 2014.

© 2017 Culturgest