JAZZ
Mário Laginha Trio
 
destaque
© Márcia Lessa (pormenor)VER IMAGEM
QUA 19 ABRIL
Grande Auditório
21h30 · Duração: 1h15
18€ · Jovens até aos 30 anos
e desempregados: 5€
M6
Informações e reservas
Bilheteira Culturgest
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Ticketline
Reservas e informações:
1820 (24 horas)
Pontos de venda: Agências Abreu, Galeria Comercial Campo Pequeno, Casino Lisboa, C.C. Dolce Vita, El Corte Inglés, Fnac, Megarede, Worten e www.ticketline.sapo.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Piano e composição Mário Laginha Contrabaixo Bernardo Moreira Bateria Alexandre Frazão

De cada vez que me convidaram para tocar na Culturgest, fui sempre desafiado a apresentar projetos que eu queria muito fazer, mas que por falta de tempo, ou de oportunidade, ainda não tinha conseguido realizar. Foi assim que fiz o meu disco a solo (Canções e Fugas) e o meu disco com o Novo Trio (Terra Seca), que me permitiu escrever música pela primeira vez para piano, guitarra portuguesa e contrabaixo. Ambos nasceram de concertos nesta sala. Fiquei por isso sentimentalmente ligado a ela. É por causa desse passado que quero voltar a trazer aqui música nova, sabendo que depois a irei gravar. É já uma tradição e as tradições, se forem boas, são para manter.

Desta vez venho com os meus companheiros de sempre: Bernardo Moreira no contrabaixo e Alexandre Frazão na bateria. É um trio clássico, mas é talvez a formação onde a liberdade é maior. Tocar com eles é sinónimo de fazer música com prazer, de poder arriscar sem sentir medo, experimentar novos caminhos sem ter que os comunicar ou explicar antecipadamente. É difícil encontrar músicos com quem seja tão fácil tocar. Por muito contraditório que possa parecer, há aqui um conforto que nos empurra para o risco. E esse risco é um dos motores da improvisação e da própria criação.

Quando entrar no palco e olhar em volta, vou ver o Bernardo e o Alexandre à minha frente, o público à minha direita, sentar-me-ei ao piano e sei que vou pensar: sou um tipo cheio de sorte.

 

Mário Laginha

Every time I'm invited to play at Culturgest, I'm challenged to present projects I've always wanted to do, but never had the time or chance to do so before. My solo album (Canções e Fugas) and my album with the Novo Trio (Terra Seca) both came from concerts here. This time I'll be bringing my faithful companions: Bernardo Moreira on bass and Alexandre Frazão on drums. They give me the chance to take risks, experimenting new paths without fear. And this risk is the driving force behind improvisation and creativity. When I step on the stage with Bernardo and Alexandre, I know I'm a lucky guy.

 

Mário Laginha

© 2017 Culturgest