MÚSICA
Orquestra Metropolitana de Lisboa
Les nations
Ciclo Caixa Geral de Depósitos / Culturgest
destaque
© Marcelo Albuquerque | Metropolitana (pormenor)VER IMAGEM
SEX 6 ABRIL
Palco do Grande Auditorio
21h30 · Duração: 1h · M6
Entrada gratuita
Levantamento de bilhete 1h antes do concerto, no limite dos lugares disponíveis. Máximo por pessoa: 2 bilhetes.
Informações
Bilheteira Culturgest
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
apoio
Cravo e direção musical Marcos Magalhães Flauta transversal Nuno Inácio Violino barroco Alexêi Tolpygo

G.P. Telemann e J.S. Bach cruzaram-se em Eisenach cerca de 1708 e conheciam bem o trabalho um do outro. O primeiro gozava de maior prestígio, na época, mas o relevo que a História confiou postumamente a Bach contribuiu para que fosse relegado para um plano secundário. Esta tendência tem vindo a ser corrigida mais recentemente, havendo a oportunidade de ouvi-los frequentemente lado a lado, colocando-se em evidência que os legados destes dois grandes compositores não podem ser apreciados em função dos mesmos critérios. Este programa confronta, precisamente, dois universos criativos singulares. O Concerto Brandeburguês n.º 5 e o Triplo Concerto BWV 1044 coincidem no protagonismo da flauta, do violino e do cravo diante da orquestra, mas a preponderância do cravo permite imaginar em ambos a presença de Bach enquanto instrumentista. Já na suíte As nações de Telemann, entra-se no domínio da representação simbólica. Adivinha-se uma cerimónia institucional onde são evocados em modo pitoresco vários países, inclusive Portugal, ao som de... castanholas?

 

 

Programa

 

Johann Sebastian Bach (1685-1750)

Triplo Concerto em Lá menor, BWV 1044

 

Georg Phillipp Telemann (1681-1767)

Abertura (suíte) em Si bemol maior, TWV 55:B5, Les nations

 

Intervalo

 
Johann Sebastian Bach (1685-1750)
Concerto Brandeburguês n.º 5 em Ré maior, BWV 1050

Telemann and Bach were fully familiar with each other's work. At the time, Telemann enjoyed greater prestige, but, since his death, Bach has overshadowed him. Now they are frequently heard side by side, proving that they cannot be judged by the same criteria. Here, the harpsichord in Bach's Brandenburg Concerto no. 5 and Triple Concerto BWV 1044 underlines his instrumental skills. Telemann's Les nations suite enters into the domain of symbolic representation, and we imagine an institutional ceremony picturesquely evoking various countries, including Portugal, to the sound of... castanets?

© 2018 Culturgest