ENCONTROS Destinatários: adultos
Contrainterpretação
 
destaque
© Mana (pormenor)VER IMAGEM
QUARTAS
11 ABRIL, 16 MAIO, 6 JUNHO
Sala 1
19h · Duração: 2h30
6,50€/sessão (preço único)
Informações
Serviço Educativo
21 761 90 78
( 9h30 – 11h30 e 16h – 17h)
culturgest.servicoeducativo@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.

Quando em 1966 Susan Sontag publica Against interpretation muito se havia escrito sobre o fenómeno que caracteriza o gesto de participar no ato de fruição. E muito se iria ainda escrever. Do entendimento da contemplação como um mal a banir da sociedade, à oposição entre interpretação e experiência. Do entendimento da interpretação como um ato discursivo limitador da experiência estética, à emancipação do intérprete como autor ativo do seu percurso interpretativo.

Nestes encontros, longe de desejarmos defender uma teoria da perceção e da interpretação, procuramos dar voz aos participantes e alimentar a discussão com as referências de leitura de convidados que atuam, diariamente, nessa delicada franja que se situa entre a apresentação e a interpretação.

 

11 abr Filipa Oliveira

Filipa Oliveira foi, entre janeiro de 2015 e dezembro de 2017, diretora artística do Fórum Eugénio de Almeida, em Évora. Trabalhou como curadora independente desde 2002, comissariando várias exposições individuais e de grupo em instituições como Centro Cultural de Belém, Kettle's Yard (Inglaterra), John Hansards Gallery (Inglaterra), Tate Modern (Inglaterra), Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna, Fundação Carmona e Costa, Fondation Calouste Gulbenkian (França), Crac Alsace (França), Kunstverein Springhornhof (Alemanha), Mead Gallery (Inglaterra), Frieze Projects (Inglaterra), entre outras.

Foi guest curator em 2009/10 da série de exposições Portuguese Wave no Threshold Artspace (Escócia); foi curadora assistente na 28.ª Bienal de São Paulo em 2010; em 2012 foi curadora convidada do projeto Satellite no Jeu de Paume, Paris onde comissariou exposições individuais de Jimmy Robert, Tamar Guimarães, Rosa Barba e Filipa César. Tem uma extensa lista de participações em catálogos e publicações. Foi membro do Júri EDP Novos Artistas entre 2013 e 2017.

Atualmente é colaboradora da ArtForum. Prepara uma exposição sobre o Retrato em Portugal no Museu de Arte Antiga, com co-comissariada com Paulo Pires do Vale e Anísio Franco e que inaugurará em Junho de 2018.

 

16 mai Bruno Marchand

Nasceu em Évora em 1978. Mestre em Estudos Curatoriais e doutorando em Arte Contemporânea, é responsável, desde 2009, pela programação do Chiado 8 - Arte Contemporânea e co-curador (com Ana Anacleto) do ciclo de exposições coletivas Appleton Recess, na Appleton Square, desde janeiro de 2010.

Tem escrito para catálogos e outras publicações artísticas.  Entre 2008 e 2011 colaborou com a revista L+Arte nas seções Arquivo e Livros & Net.
Atualmente, dirige e  edita (com Pedro Faro) os Cadernos de Curadoria – jornais gratuitos dedicados à reflexão sobre as práticas curatoriais em Portugal, projeto concebido para Guimarães Capital Europeia da Cultura (2012).

 

6 jun Raquel Ribeiro dos Santos (coordenadora do Serviço Educativo da Culturgest)

When Susan Sontag published Against interpretation in 1966, much had yet to be written about the gesture of participating in the act of enjoyment – from the understanding of contemplation as an evil to be banished from society to the opposition between interpretation and experience. From the understanding of interpretation as a discourse limiting the aesthetic experience to the emancipation of the interpreter as the active author of his/her own interpretive path. We set out to discuss these questions with special guests working daily on this thin line between presentation and interpretation.
© 2018 Culturgest