facebook
Loading
O modo como não foi (celebrando dez anos de castillo/corrales, Paris)
The Way it Wasn’t (Celebrating Ten Years of castillo/corrales, Paris)
EXPOSIÇÃO
DE 5 DE FEVEREIRO
A 23 DE ABRIL
INAUGURAÇÃO
5 DE FEVEREIRO, 15H00
Culturgest Porto
Entrada gratuita
Sábado, 5 de Fevereiro, 17h00
François Piron, Thomas Botoux, Benjamin Thorel (membros de castillo/corrales), Miguel Wandschneider e o crítico de arte Kim West conversam sobre o projecto castillo/corrales e a sua posição face ao contexto artístico da década que passou.
Visitas guiadas a grupos escolares e/ou organizados
(a partir de 10 pessoas)

Inscrições e informações:
Tel. 22 2098116 · Fax. 22 2098121 susana.sameiro@cgd.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
destaque
Curadoria castillo/corrales

Aaron Flint Jamison, Aglaia Konrad, Amy Sillman, Barry Le Va, Cao Fei, CS Leigh, Guillaume Leblon, Haim Steinbach, Heimo Zobernig, Jay Chung e Q Takeki Maeda, Jimmie Durham, Joe Scanlan, Kathryn Bigelow, Melanie Gilligan, Natascha Sadr Haghighian, Nils Norman, Oscar Tuazon, Willem Oorebeek et al.

Quando é que um espaço de arte independente sente que já tem idade para reviver a sua própria história sob a forma de uma exposição retrospectiva? Quando é que chega o momento de se considerar que as suas actividades merecem ser registadas numa publicação historicizante?
A resposta é dez anos. Essa parece ser a convenção a aplicar neste caso. Dez anos já permitem distinguir as provas dadas de uma ideia de auto-enal-tecimento.

Dez anos. Vamos então celebrar o décimo aniversário de castillo/corrales.
O modo como não foi questiona o inevitável estabelecimento de uma organização outrora considerada alternativa. Aborda a ilusão de coerência que um empreendimento deste tipo, realizado dia-a-dia, frequentemente ganha num olhar retrospectivo, e também a importância exagerada que uma pequena estrutura localizada pode assumir quando vista à distância.

Celebrar em Portugal os dez anos de tentativas de castillo/corrales significa mostrar mais do que realmente aconteceu. O modo como não foi retoma exposições e projectos que foram apresentados na galeria de 29 m2 em Paris, mas também incide noutros que não chegaram realmente a existir. Alguns foram apenas discutidos e logo adiados. Para outros, não era simplesmente o momento certo.
Dez anos: 2000-2010, um relato da arte, da sociedade e do estado de espírito desta década, vistos através da vida e dos momentos, dos actos e das palavras, dos altos e baixos de um espaço de arte independente em Paris.
Vamos então celebrar dez anos de actividades de castillo/corrales.

 

Está prevista a publicação de um livro que documenta dez anos de comunicados de imprensa para as exposições e os eventos organizados por castillo/corrales em Paris, incluindo ainda ensaios de Michelle Grabner e Anthony Huberman. O livro será co-publicado por Culturgest, ART Press, Paraguay Press e Midway Contemporary. A exposição O modo como não foi (Celebrando dez anos de castillo/corrales, Paris) foi apresentada, numa versão diferente, no Midway Contemporary, em Minneapolis, entre 20 de Novembro de 2010 e 15 de Janeiro de 2011.

When can an independent art space feel it is old enough to revive its own history in the form of a retrospective exhibition? When is it right to think its record of activities deserves a historicizing publication? The answer is ten years. It is the convention that seems to apply here. Ten years is what distinguishes real proof of accomplishment from self-aggrandizing thinking.
Ten years. Let’s celebrate ten years of castillo/corrales then.
The Way It Wasn’t questions the ineluctable establishment of a once-considered-alternative organization. It addresses the illusion of coherence that such a day-by-day endeavor often gains in retrospect, as well as the overblown importance that a small, localized structure can take in the view from afar.
Celebrating in Portugal ten years of trials of castillo/corrales means to show more than there actually is. The Way It Wasn’t draws from exhibitions and projects which did take place in the 29 square-meter Paris-based gallery, and from ones which almost did. Some were only discussed but got postponed. For others, it just wasn’t the right time.
Ten years: 2000-2010, an account of this decade’s art, society and state of mind, as seen through the life and times, the acts and words, the highs and lows of an independent art space in Paris.
Let’s celebrate ten years of castillo/corrales, already.

The Way It Wasn’t (Celebrating Ten Years of castillo/corrales, Paris)was presented at Midway Contemporary in Minneapolis from 20 November 2010 to 15 January 2011.
© 2010 Culturgest