Adquirida em 1993, a escultura Madame Récamier, Segundo David (1989), da autoria de Rui Sanches, cita explicitamente o retrato que Jacques-Louis David pintou em 1800 (que deixou inacabado ao saber que havia sido feita encomenda semelhante a François Gérard, seu discípulo). Símbolo de beleza e de requinte intelectual, Françoise Julie Adélaïde Bernard Récamier ficaria desde logo imortalizada por essa pintura neoclássica que serviu de base a Rui Sanches para uma abordagem escultórica do retrato. 

Considerada uma “conversão volumétrica e deserotizada do retrato, com a atenção concentrada na compreensão do mecanismo compositivo da pintura” (Delfim Sardo), esta obra sintetiza uma “teoria da forma” em que Rui Sanches se apoia no neoclassicismo como campo de trabalho (convertendo o rigor compositivo numa reconfiguração com materiais austeros), utilizando, ao mesmo tempo, as heranças escultóricas das vanguardas da primeira metade do século XX.

Madame Récamier segundo David é uma das dez obras da autoria de Rui Sanches – pertencentes à Coleção da CGD –, que integram a exposição Rui Sanches. Espelho (com curadoria de Delfim Sardo) até janeiro de 2020, na Galeria do Torreão Nascente da Cordoaria Nacional.

Rui Sanches
Madame Récamier, Segundo David
1989
Madeira, tecido e bronze
164 x 180 x 167 cm
Partilhar Facebook / Twitter