A Coleção da Caixa Geral de Depósitos conta com diversos trabalhos de Ana Miranda Rodrigues. Tratam-se de pinturas que, formalmente, questionam a natureza do suporte, pois incorporam e convocam outros elementos tridimensionais, como o ferro ou o vidro, abrindo assim a porta para uma maior ambivalência relativamente a uma categorização classificativa. No caso de Phlegethon I, três elementos pictóricos distintos relacionam-se entre si, também por meio das suas volumetrias, equidistâncias e proporções de instalação, produzindo um efeito de ampliação da densidade da experiência da perceção.

No âmbito do projeto de itinerâncias da coleção, até ao dia 27 de outubro de 2018 pode ser visitada no Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor a exposição Contra a Abstracção — Obras da Coleção da Caixa Geral de Depósitos, com curadoria de Sandra Vieira Jürgens. A exposição é uma organização conjunta da Coleção da Fundação CGD — Culturgest e da Câmara Municipal de Ponte de Sor.

Ana Miranda Rodrigues
Phlegethon I
1990
Óleo sobre tela
108 x 228 x 8 cm (3 elementos)
Partilhar Facebook / Twitter