Gabriela Albergaria

A Natureza Detesta Linhas Retas
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.

Curadoria: Delfim Sardo

A primeira exposição antológica de Gabriela Albergaria acompanha de perto os vários momentos do seu percurso e dá a conhecer o balanço da sua atividade nos últimos 16 anos. Reunindo trabalhos produzidos na Alemanha, na Colômbia, no Brasil, no Reino Unido e na Bélgica, esta é a oportunidade de ver ou rever peças fundamentais no percurso da artista, como é o caso da instalação que realizou no CCB, em 2005 — uma enorme árvore que ostentava um processo violento de enxertia —, mas também de conhecer um conjunto de obras que têm aqui a sua primeira apresentação pública.

As relações de aculturação da paisagem e da natureza que se foram instituindo por via dos processos migratórios e da globalização têm estado no centro da atenção de Gabriela Albergaria desde a década de 1990. Através das suas esculturas, instalações, fotografias ou desenhos, a artista dá corpo a uma reflexão sistemática sobre questões como a influência da ação humana nos processos de transformação da paisagem, a modificação dos ecossistemas através da importação de espécies vegetais não autóctones ou a história da domesticação da natureza presente na construção dos jardins botânicos no século XVIII.

No contexto do trabalho de Gabriela Albergaria, as representações são sempre orientadas por um olhar que pretende revelar os processos históricos e percetivos implicados na apropriação e manipulação que temos vindo a fazer do mundo vegetal ao longo dos séculos. Esta exposição está inserida no programa Lisboa Capital Verde.

16 OUT 2020
– 28 FEV 2021

Galeria
3€
Entrada gratuita aos domingos

ABERTURA

16 OUT 20:00 – 0:00

EXPOSIÇÃO

TER – DOM 11:00 – 18:00

Exceto QUA 11:00 – 13:00
(escolas e visitas guiadas)
culturgest.participar@cgd.pt

Galerias - visitas limitadas a 20 visitantes em simultâneo
+ info aqui

VISITAS AOS SÁBADOS

31 OUT, 14, 28 NOV, 12 DEZ
18:00

compra antecipada obrigatória.
+ info aqui

Inserido no programa

Lisboa Capital Verde Europeia

Cofinanciado pelo programa Europa Criativa da União Europeia no âmbito do projeto ACT – Art, Climate, Transition

ACT Art Climate Transition

PROGRAMAÇÃO DE ARTES VISUAIS
Bruno Marchand

CURADORIA
Delfim Sardo

DIREÇÃO DE PRODUÇÃO
Mário Valente

PRODUÇÃO
Sílvia Gomes
Fernando Teixeira

MONTAGEM
Pedro Canoilas
Pedro Palma
Xavier Ovídio
João Nora
João Cerdeira
Fabrício Soares
Michael Bennett

O nosso agradecimento especial às instituições e coleções particulares que cederam obras e permitiram a realização desta exposição:

Coleção Figueiredo Ribeiro – Quartel da Arte Contemporânea de Abrantes
Galeria Vera Cortês, Lisboa
Galeria Vermelho, São Paulo
Museu de Arte Contemporânea de Elvas – Coleção António Cachola
Sapar Contemporary, Nova Iorque

Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa

Partilhar Facebook / Twitter