Samson Kambalu

Permanent Strike

Curadoria: Bruno Marchand

A primeira exposição de Samson Kambalu em Portugal reúne parte importante das suas mais reconhecidas obras. Para organizar a apresentação dos trabalhos selecionados para Permanent Strike, o artista propõe como guião a história de vida do seu mais recente foco de interesse: Clement Kadalie, o fundador do primeiro sindicato de trabalhadores negros na África do Sul. Mais do que um retrato desta importante figura da luta contra o colonialismo e as políticas segregacionistas, a presença de Kadalie servirá o propósito de estabelecer um fio condutor para a descoberta do espírito da política radical que informa todo o trabalho de Kambalu, e no qual pontificam conceitos como oferenda, jogo, dissidência, transgressão ou máscara.

Samson Kambalu é um artista malawiano, nascido em 1975 e radicado no Reino Unido desde o início da década de 2000. O seu trabalho ganhou destaque internacional quando foi incluído na exposição central da Bienal de Veneza, em 2015. Nessa ocasião, Kambalu apresentou um conjunto dos seus filmes Nyau: pequenos clipes, a preto e branco e sem som, que captam performances levadas a cabo pelo próprio em diferentes locais, um pouco por todo o mundo. Numa deliberada mistura entre as influências da cultura africana ancestral e do movimento situacionista, os filmes de Kambalu, bem como a sua restante produção, fazem uma tradução entre estes dois universos – africano e ocidental – através de um olhar que procura desmontar, com recurso a um humor e a uma ironia sofisticados, alguns dos mitos e das pretensões mais arraigados da atividade artística e intelectual da contemporaneidade.

24 ABR
– 25 JUL 2021

Galeria
5€
Entrada gratuita aos domingos até às 14:00

HORÁRIOS
TER a DOM 11:00 – 18:00
QUI até às 20:00

Galerias - visitas limitadas a 20 visitantes em simultâneo + info aqui
 

Partilhar Facebook / Twitter