Elisa Strinna

Sol Cego

Curadoria: Delfim Sardo

 

Elisa Strinna (Pádua, 1982) é uma artista italiana que tem desenvolvido um trabalho sistemático sobre as relações entre os fluxos de comunicação e as tecnologias que permitem a sua condução e distribuição e o humano. As suas obras — escultura, vídeo, som e performance — partem da ideia física de condutores e cablagens, apresentadas como se pertencessem a um tempo perdido, uma referência à decadência inevitável do novo. 

Para a Culturgest, inserido no projeto Reação em Cadeia, Strinna realizou uma instalação imersiva a partir da constatação de que o fundo do oceano está juncado de cabos subaquáticos. Aquilo a que chamamos “nuvem” nas tecnologias digitais é conduzida por via subaquática, numa porosidade temporal que convoca uma certa noção de nostalgia. Uma obra que representa o corolário do percurso iniciado em 2018 na sua residência na Jan Van Eyck Academie de Maastricht.

Desenvolveu ainda um trabalho sonoro aqui apresentado pela primeira vez.

O projeto Reação em Cadeia é uma colaboração entre a Culturgest e a Fidelidade Arte. Os artistas convidados são implicados na seleção do artista que lhes sucede e os projetos apresentados em versões diferentes no espaço Fidelidade Arte em Lisboa e na Culturgest Porto.

25 JAN
– 24 MAI 2020

Culturgest Porto
Entrada gratuita

INAUGURAÇÃO

24 JAN SEX 22:00

Quarta-feira a Domingo
10:30-14:00 e 15:00-18:30

Parceria

Fidelidade Arte
Partilhar Facebook / Twitter