DA VIOLÊNCIA

DA VIOLÊNCIA

Elsa Dorlin

DA VIOLÊNCIA

Elsa Dorlin

A violência entra-nos pelas casas, através dos media, das redes sociais, das histórias dos conflitos que se agudizaram nos últimos anos. Esta convoca uma resposta visceral que, por vezes, anula possibilidades de a travar e pensar sobre o que estamos a viver quando vivemos uma situação limite. Violências mais estrondosas, como as da guerra que recentemente voltou a entrar no território europeu, mas que sempre habitou outros territórios, ou mais quotidianas, como a violência racial, religiosa, a que ocorre na intimidade, mas também a de políticas securitárias e as que temos lentamente exercido sobre o planeta. Como pensar a violência e, também, o direito a dela se defender? Tendo como ponto de partida estas questões, convidamos a filósofa Elsa Dorlin, autora de Se défendre: une philosophie de la violence, Prémio Frantz Fanon 2018 (Associação de Filosofia das Caraíbas)  e  Prix de l'Ecrit Social 2019, um livro onde, da resistência das pessoas escravizadas, às artes marciais praticadas pelos sufragistas, da insurreição do ghetto de Varsóvia aos Black Panthers, a questão do exercício à violência como direito a se defender é central.

© jentakespictures.

12 JAN 2023
QUI 18:30

Pequeno Auditório
Entrada gratuita*
Duração 90min

*com levantamento de bilhete 30 min. antes do início da sessão (sujeito à lotação da sala).

Em francês, com tradução simultânea.

Biografia Elsa Dorlin

Integra o departamento de filosofia da Universidade Toulouse Jean Jaurès, desde 2021. Entre 2011 e 2021, ensinou filosofia política e social na Universidade Paris VIII e, entre 2005,  foi mestre de conferências em História de Filosofia e História das Ciências no departamento de Filosofia da Universidade Panteão-Sorbonne, onde defendeu, em 2004, a tese de doutoramento Au chevet de la Nation : sexe, race et médecine : XVIIe-XVIIe siècles. Em 2009, recebe a medalha de bronze do CNRS, o Centro Nacional de Investigação Cientifica, em França, pelo conjunto dos seus trabalhos no âmbito da filosofia de género e da epistemologia feminista. Em 2010-2011, foi Professora Associada Convidada no Programa de Teoria Crítica da Universidade de California, em Berkeley.  Em 2018-2019, foi Abigail R. Cohen Senior Fellow, no Columbia Institute for Ideas & Imagination e, no mesmo ano, recebe, pelo seu livre Se Défendre. Une philosophie de la violence, o prémio Frantz Fanon, da  Caribbean Philosophical Association. En 2020-2021, foi investigadora residente na Fondation Camargo, em Cassis.

Partilhar Facebook / Twitter