Este evento já decorreu.

ANNE TERESA DE KEERSMAEKER & SALVA SANCHIS [Adiado]

A Love Supreme
© Anne Van Aerschot.
© Anne Van Aerschot.
© Anne Van Aerschot.
© Anne Van Aerschot.

ESPETÁCULO ADIADO

Na sequência do encerramento da Culturgest, este espetáculo foi adiado para nova data a anunciar em breve.

Mais informações

 

Um quarteto criado por Salva Sanchis e Anne Teresa De Keersmaeker, A Love Supreme tem como base o aclamado e galardoado álbum homónimo de John Coltrane. A colaboração resulta do fascínio que os dois coreógrafos têm pela música da icónica figura do jazz: “Sentimos neste álbum uma acumulação única de energias, o núcleo do poder criativo de Coltrane, do seu quarteto e, talvez, de uma sociedade e uma época inteira”.

Em A Love Supreme, Coltrane e os seus músicos desenvolvem uma estrutura melódica enganadoramente simples para permitir uma liberdade ilimitada de improvisação. Esta liberdade encontra na dança uma tradução quase literal, na medida em que cada um dos quatro bailarinos “incorpora” um dos instrumentos do quarteto de Coltrane. Tal como no álbum lendário, a composição e a improvisação entrelaçam-se de forma indiscernível, numa interpretação que reflete a vitalidade imortal da música de John Coltrane.

22 MAI 2020
SEX 21:00

23 MAI 2020
SÁB 19:00

Adiado
Grande Auditório
18€
Duração 50 min
M/6

COREOGRAFIA

Salva Sanchis, Anne Teresa De Keersmaeker / Rosas

INTERPRETAÇÃO

José Paulo dos Santos, Bilal El Had, Robin Haghi, Jason Respilieux, Thomas Vantuycom

VERSÃO ORIGINAL (2005)

Cynthia Loemij, Moya Michael, Salva Sanchis, Igor Shyshko

MÚSICA

A Love Supreme, de John Coltrane

DESENHO DE LUZ

Jan Versweyveld

REVISÃO DO DESENHO DE LUZ

Anne Teresa De Keersmaeker, Luc Schaltin

FIGURINOS

Anne-Catherine Kunz

COPRODUÇÃO

Rosas, De Munt/La Monnaie (Bruxelas)

Biografias

Salva Sanchis nasceu em 1974. Mudou-se para a Bélgica em 1995, a fim de estudar na P.A.R.T.S., onde se graduou na primeira geração de estudantes daquela escola. Criou vários solos e peças de grupo. Desde 1998, criou cerca de 20 peças, desenvolvendo um corpo de trabalho que é caracterizado pelo diálogo entre a improvisação e o vocabulário de cena, sempre com uma ligação vincada com a música. Em 2003 integrou a companhia Rosas como bailarino freelancer para a produção “Bitches Brew / Tacoma Narrows”. Este foi o ponto de partida para a colaboração com Anne Teresa De Keersmaeker, o que resultou nos projetos “Desh”(2004) e “A Love Supreme” (2005), coassinados por ambos. Nos últimos 18 anos, Sanchis desenvolveu ainda uma forte trajetória enquanto professor, tendo lecionado em diversas escolas europeias.

Em 1980, e após estudar dança no Mudra School in Brussels and Tisch School of the Arts em Nova Iorque, Anne Teresa De Keersmaeker (que nasceu em 1960) criou “Asch”, o seu primeiro trabalho coreográfico. Dois anos depois estreou “Fase, Four Movements to the Music of Steve Reich”. Criou a companhia Rosas em 1983, em Bruxelas, enquanto criava o trabalho “Rosas danst Rosas”. Desde então, as suas coreografias foram encaradas como meios para explorar a relação existente entre dança e música. Criou, com a sua companhia, um abrangente corpo de trabalho envolvendo as estruturas musicais de vários períodos, desde a música antiga às expressões mais contemporâneas e populares. O seu trabalho desenha ainda princípios formais de geometria e padrões numéricos, oferecendo uma perspetiva única sobre a articulação do corpo no espaço e no tempo. Em 1995 criou ainda a escola P.A.R.T.S. (Performing Arts Research and Training Studios) em Bruxelas, em associação com De Munt/La Monnaie. 

A Love Supreme Trailer
A Love Supreme Trailer
Partilhar Facebook / Twitter