Ricardo Jacinto

MEDUSA Unit
© Vera Marmelo.
© Vera Marmelo.

MEDUSA é um solo de Ricardo Jacinto pensado para violoncelo, eletrónica e objetos ressonantes. Utiliza um sistema de amplificação com microfones distribuídos por diferentes pontos do violoncelo e um sistema de difusão com vários altifalantes de contacto acoplados a objetos ressonantes. Este dispositivo permite explorar a fragmentação e dispersão sónica dos gestos no corpo do instrumento, articulando a auscultação microscópica assim produzida com a paisagem sonora e a acústica do espaço circundante.

Apresentamos agora uma nova versão no formato ensemble — MEDUSA Unit — que expande as ideias iniciais do projeto. Entre o concerto e a instalação, esta nova formação traz um grupo de músicos chamados a interpretar peças que se dedicam a desenvolver estratégias de interação com o espaço de apresentação. Com Violeta Azevedo (flauta), Yaw Tembe (trompete), Nuno Torres (saxofone alto), Angélica Salvi (harpa), Álvaro Rosso (contrabaixo) e Nuno Morão (percussão).

29 NOV 2020
DOM 16:00

Garagem Culturgest
5€

Ricardo Jacinto Biografia

Músico, artista visual e arquitecto com pesquisa artística e académica focada na relação entre som e território em práticas transdisciplinares. É membro fundador e director artístico do colectivo OSSO e realizou a sua pesquisa de doutoramento no Sonic Arts Research Centre, Queens University Belfast. Desde 1998, tem apresentado o seu trabalho em exposições individuais e colectivas, concertos e espectáculos em Portugal e Europa, tendo colaborado frequentemente com outros artistas, músicos, arquitectos e performers. A sua música foi editada pela Clean Feed, Shhpuma Records e Creative Sources. É representado pela Galeria Bruno Múrias e as suas instalações estão presentes em várias colecções nacionais: Fundação de Serralves, Caixa Geral de Depósitos, Fundação Leal Rios ou Fundação António Cachola. Foi co-representante (c/ Pancho Guedes) de Portugal na 10.ª Bienal de Arquitetura de Veneza 2006 e o ​​seu trabalho foi apresentado em diferentes locais como Culturgest (Lisboa e Porto), Fundação de Serralves, Fundação Calouste Gulbenkian, Palais de Tokyo, MUDAM, Teatro Maria Matos, Museu Vostell, Casa da Música, CCB, Manifesta 08_Bienal Europeia de Arte Contemporânea, Frac Loraine_Metz ou OK CENTRE_Linz, entre outros.

Partilhar Facebook / Twitter