Jimmie Durham

Do you say I am lying?
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Jimmie Durham. © Bruno Lopes.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Renato Cruz Santos.
© Jimmie Durham. © Bruno Lopes.
© Jimmie Durham. © Bruno Lopes.

Curator: Delfim Sardo

Curator: Delfim Sardo


Jimmie Durham’s (USA, 1940) trajectory combines poetry, political activism and artistic practice with an immense coherence, given new significance to the relationship between politics and poetry.

Do you say I am lying? draws on an earlier one, Brief History of Portugal, displayed in 1995 in Módulo Gallery. This was the first time his work was shown in Portugal and proved to be crucial. 

Inspired by José Saramago’s The Year of the Death of Ricardo Reis (which Durham considers to be a reference for himself and the history of the 20th century), the works include quotes from the book that, typed or handwritten, are individually integrated into each piece. A recuperation of a significant moment in Durham’s career and also a bridge to his current work, demonstrating its acute actuality.

In 2019, he won the Golden Lion for Lifetime Achievement at the 58th Venice Biennale.

This work is part of Reação em Cadeia, an ongoing collaboration between Culturgest and Fidelidade Arte, that asks participating artists to invite the artist that will succeed them in both galleries (Lisbon and Oporto), involving a close adjustment to the venues. 

14 SEP 2019
– 5 JAN 2020

Culturgest Porto
Free entry

OPENING

13 SET FRI 22:00

Wednesday to Sunday
10:30-14:00 e 15:00-18:30

Partnership

Fidelidade Arte

Reação em Cadeia

Reação em Cadeia é o título do projeto que resulta da colaboração entre a Fidelidade Arte e a Culturgest, com curadoria de Delfim Sardo. A proposta consiste em implicar os artistas na seleção dos seus pares, que irão suceder-lhes no espaço da Fidelidade Arte (primeiro) e da Culturgest Porto (em seguida). Assim, o curador dirigiu o primeiro convite a Ângela Ferreira (Maputo, 1958), cuja exposição inaugurou este ciclo e de quem partiu a escolha sobre Jimmie Durham, como seu sucessor. Por sua vez, o artista norte-americano que agora se apresenta, colaborou na seleção do artista seguinte, Elisa Strinna (Pádua, 1982).

As três intervenções conhecerão diferentes declinações no espaço da Fidelidade Arte e da Culturgest Porto, nomeadamente com a presença de obras diferentes, resultado de profundas adaptações dos projetos à diferente natureza dos dois espaços.

No final de cada ano será publicado um livro que compilará a memória dos três projetos do ano, com extensa documentação sobre o seu desenvolvimento.

Gold Lion Biennale Arte - Jimmie Durham
Gold Lion Biennale Arte - Jimmie Durham
Share Facebook / Twitter